Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Venda de bilhetes para Colômbia-Paraguai sob "vigilância especial"

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/09/2017 Alcides Freire

Medida surge depois da polémica registada em redor da venda de bilhetes para o Colômbia-Brasil.

As autoridades da Colômbia anunciaram na segunda-feira que a venda de bilhetes para o jogo da eliminatória sul-americana para o Mundial'2018 contra o Paraguai vai ser submetida a "vigilância especial" para evitar a revenda dos ingressos.

A medida surge depois de as autoridades colombianas terem suspendido, por tempo indeterminado, a empresa Ticket Shop de vender bilhetes para qualquer evento no país por supostamente ter enganado quem tentou comprar ingressos para o Colômbia-Brasil, um jogo disputado no passado dia 5 que terminou empatado (1-1).

Em comunicado, as autoridades colombianas indicaram que tiveram de "submeter a vigilância especial a venda e entrega das entradas para o jogo de futebol entre a Colômbia e o Paraguai", de modo a "salvaguardar com esta medida excecional o interesse geral e o direito coletivo constitucional do qual são titulares todos os consumidores colombianos".

As autoridades detalharam que a Federação de Futebol da Colômbia deve disponibilizar um mínimo de 30173 ingressos para venda ao público em geral, numa venda que vai ser feita exclusivamente através de um portal na Internet a habilitar para esse efeito.

© EPA/Mauricio Duenas

Além disso, só podem ser vendidos quatro bilhetes por pessoas e não haverá lugar à "comercialização [dos mesmos] nas bilheteiras do estádio de Barranquilla, onde vai ter lugar a partida no próximo dia 05 de outubro".

No início do mês, as autoridades colombianas apreenderam na cidade de Barranquilla mais de 500 bilhetes falsos para o jogo de qualificação para o Mundial entre Colômbia e Brasil.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon