Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Venda de dívida pelo Tesouro espanhol afetada pela tensão na Catalunha

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/10/2017 Administrator

A operação de venda de dívida pelo Tesouro espanhol hoje realizada refletiu a tensão vivida no país, devido à situação na Catalunha, e o montante colocado foi inferior ao inicialmente previsto.

No leilão de hoje, o Tesouro optou por emitir uma nova linha de dívida a cinco anos, além de uma bonificação 'residual' a vencer em 2029, e outra linha a sete anos indexada à inflação.

Num ambiente de tensão gerado pelo desafio independentista na Catalunha, com os conflitos na tentativa de realização de um referendo, o Tesouro procurou evitar uma desaceleração no ritmo de emissão de dívida e fixou como objetivo colocar um máximo de 5.250 milhões de euros.

O lançamento de uma nova linha de dívida implica habitualmente um aumento tanto da procura, como do valor colocado.

O montante colocado acabou por ficar longe do máximo definido ao situar-se nos 4.598 milhões de euros. A maior parte daquele valor concentrou-se na nova linha a cinco anos e o Tesouro colocou 3.208 milhões de euros em novos títulos.

A taxa de juro média ficou nos 0,53% e como se trata de uma nova linha de dívida, não é possível a comparação com emissões anteriores.

A emissão do Tesouro completou-se com a colocação de 1.086 milhões de euros de títulos a vencer em 2029, com uma taxa juro de 1,87%, em linha com 1,89% registado na anterior colocação.

No último grupo de títulos colocados no mercado, indexado à inflação e a vencer em novembro de 2024, foram vendidos 304 milhões de euros, com uma taxa de juro média de -0,052%, registando-se uma procura 3,22 vezes superior à oferta.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon