Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Venezuela: Lula da Silva diz que erros de Maduro não justificam intervenção

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/08/2017 Administrator

O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na terça-feira que os prováveis erros do Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, não justificam a intervenção militar no país defendida por Donald Trump.

"A gente não pode permitir que qualquer que seja o erro que o Maduro tenha cometido ou que venha a cometer permita que um Presidente americano diga que vai utilizar a força para poder derrubá-lo", disse o ex-presidente do Brasil.

Lula da Silva falava durante a cerimónia de criação do Instituto Futuro, uma entidade de estudos políticos que contará com a participação de académicos de vários países da América Latina.

Lula, que durante o seu governo foi um importante aliado do falecido Presidente venezuelano Hugo Chávez, tal como foi do próprio Maduro, criticou as declarações em que Donald Trump defendeu o uso de força na Venezuela, mas não defendeu diretamente o líder venezuelano.

"Temos de dizer que a autodeterminação dos povos é algo que aprendemos a defender. Nós queremos que o Maduro acerte, que faça a coisa certa", afirmou.

O ex-líder sindical disse que o Presidente dos Estados Unidos tem de aprender que as crises políticas não se resolvem com armas, mas com diálogo e acordos.

"O 'seu Trump' precisa aprender de uma vez por todas que a gente não resolve conflitos políticos com armas. A gente resolve conflitos com diálogo, com acordos. E se ele não sabe fazer nós aqui na América Latina podemos ensinar", disse.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon