Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Venezuela: Nicolás Maduro convoca reunião extraordinária com petrolíferas norte-americanas

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/08/2017 Administrator

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, convocou na sexta-feira as empresas petrolíferas norte-americanas que compram petróleo venezuelano para uma reunião extraordinária no país.

A reunião foi convocada depois de o Presidente dos EUA impôr, na sexta-feira, sanções financeiras a Caracas, entre elas a proibição de comprar novas obrigações emitidas pelo Estado venezuelano ou pela empresa estatal Petróleos da Venezuela SA (PDVSA).

"Tudo o que estão a tentar fazer para atacar a Venezuela é uma loucura. Com o esforço do nosso povo, tudo o que estão a tentar vai fracassar e a Venezuela vai sair fortalecida, cada vez mais livre, mais independente, no [setor] económico, financeiro, político, diplomático e militar", disse.

Nicolás Maduro falava no palácio presidencial de Miraflores, numa reunião de trabalho com membros do seu gabinete, durante a qual sublinhou que as sanções contra a principal empresa venezuelana "violam a legalidade internacional, a Carta das Nações Unidas e simplesmente ratificam um caminho imperial de agressão contra a Venezuela".

Por outro lado, acusou a "elite" que governa os EUA de ser racista, "supremacista" e de odiar o povo da Venezuela, da América Latina e das Caraíbas.

"A resposta deve ser o processo de libertação nacional, de independência rebelde da Venezuela e da América Latina, perante as amarras antigas que tivemos 100 ou mais anos. Entrámos na etapa de pós-hegemonia norte-americana sobre a Venezuela, a América Latina e o mundo", disse.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon