Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Venezuela: Panamá concede asilo a magistrado e a ex-cônsul

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/08/2017 Administrator

O Panamá concedeu asilo político a um magistrado do Supremo Tribunal e um ex-cônsul da Venezuela por considerar que "correm perigo no país de origem", indicou em comunicado.

"O Governo do Panamá decretou a concessão de asilo político a Gabriel Hernán Pérez Orozco, ex-cônsul-geral da Venezuela no Panamá, e José Sabino Zamora, eleito pela Assembleia Nacional da Venezuela como magistrado principal da Sala Social [uma das seis secções] do Supremo Tribunal de Justiça", de acordo com um comunicado divulgado no 'site' do Ministério de Relações Exteriores do Panamá.

Segundo a nota, o Governo do Panamá aceitou "os dois pedidos de asilo" por considerar que os dois venezuelanos "correm perigo no país de origem".

O Panamá "reitera ao Governo do Presidente Nicolás Maduro, a necessidade de respeitar a ordem democrática, os direitos humanos, as liberdades e a urgência em negociar uma saída política, no quadro da Constituição em vigor na Venezuela, para o bem-estar da população", concluiu.

Segundo a imprensa local, Gabriel Hernán Pérez Orozco renunciou ao cargo a 28 de julho último, em protesto contra a decisão de Maduro de convocar uma Assembleia Constituinte para reformar a Constituição da Venezuela.

Por outro lado, fontes diplomáticas disseram que o Panamá está à espera de um "salvo-conduto" para retirar dois magistrados venezuelanos, Gustavo Sosa Izaguirre e Manuel António Espinoza, que pediram proteção à embaixada do Panamá em Caracas, a 04 de agosto último.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon