Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Venezuela: Procuradora-geral ordena investigação por crimes contra a humanidade

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/07/2017 Administrator

A procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega Díaz, afirmou hoje que ordenou uma investigação por crimes contra a humanidade que considera terem sido cometidos após a convocatória da eleição para a Assembleia Constituinte.

"Ordenei o início de uma investigação, uma investigação criminal", disse a procuradora-geral aos jornalistas.

Luisa Ortega Díaz considerou que "tudo o que tem causado" a convocatória para a eleição para a Assembleia Constituinte, promovida pelo governo de Nicolás Maduro, como mortes, homicídios e "extorsão de funcionários públicos", configura crimes contra a humanidade.

A convocatória para a eleição foi feita em 01 de maio pelo Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, com o principal objetivo de alterar a Constituição em vigor, nomeadamente os aspetos relacionados com as garantias de defesa e segurança da nação, entre outros pontos.

A oposição venezuelana acusa Nicolás Maduro de pretender usar a reforma para instaurar no país um regime cubano e perseguir, deter e calar as vozes dissidentes.

Pelo menos dez pessoas morreram, na sequência de confrontos, durante a jornada eleitoral, indicou o Ministério Público venezuelano.

Mais de cem pessoas foram mortas nos protestos antigovernamentais que têm agitado a Venezuela desde o passado dia 01 de abril.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon