Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Venezuela: Secretário-geral da ONU, António Guterres, pede "diálogo político"

Logótipo de O Jogo O Jogo 01/08/2017 Administrator

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu hoje que o governo venezuelano e a oposição entrem em negociações para evitar o aumento da violência no país, segundo o seu porta-voz.

"O secretário-geral pede a todos os venezuelanos, sobretudo aqueles que representam os poderes do Estado, que façam todos os esforços possíveis para reduzir as tensões, evitar mais violência e perdas de vida, bem como encontrar avenidas para o diálogo político", disse o porta-voz de Guterres, Stephane Dujarric.

Guterres, garantiu Dujarric numa conferência de imprensa, acredita que "uma solução política é o único caminho a seguir" no país e "tomou nota" da detenção dos líderes da oposição Antonio Ledezma e Leopoldo López.

Dujarric não fez mais comentários sobre estas detenções, apesar de o comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Al Hussein, ter pedido a "libertação imediata" dos dois homens e a embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, ter dito que o governo do Presidente Nicolás Maduro "perdeu toda a sua legitimidade".

A convocatória para a eleição de domingo foi feita pelo Presidente Maduro com o principal objetivo de alterar a Constituição em vigor, nomeadamente os aspetos relacionados com as garantias de defesa e segurança da nação, entre outros pontos.

A oposição venezuelana acusa Nicolás Maduro de pretender usar a reforma para instaurar no país um regime cubano e perseguir, deter e calar as vozes dissidentes.

A procuradora-geral da Venezuela, Luísa Ortega Diaz, informou esta semana que 121 pessoas perderam a vida e outras 1.958 foram feridas desde 01 de abril, quando começaram os protestos contra o governo do Presidente Nicolás Maduro.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon