Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Vidal é caso para especialista médico e Pinilla só pensa em festas"

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/10/2017 Francisco Sebe

O atual selecionador argentino arrasou por completo alguns jogadores da seleção chilena em 2015. As declarações foram reveladas na quinta-feira por um diário chileno.

O Chile falhou a qualificação para o campeonato do Mundo do próximo ano e, nos últimos dias, têm sido apontados vários motivos para o fiasco de "La Roja" na campanha de apuramento sul-americana.

© EPA/Mário Cruz

O jornal "Las Últimas Notícias" recuperou declarações proferidas por Jorge Sampaoli numa conversa com jornalistas da rádio Agricultura, em 2015, altura em que se preparava para deixar o comando técnico da seleção chilena. Arturo Vidal, uma das estrelas da equipa, e o ex-Sporting Mauricio Pinilla foram alguns dos visados pelo atual selecionador da Argentina.

"A situação de Arturo [Vidal] é para especialista médico. Quando vínhamos no avião de volta de Lima, perguntou-me se podia abrir uma garrafa de cerveja que tinha comprado no aeroporto. Disse que não, que havia dirigentes e outras pessoas. Mesmo assim, com a ajuda do nosso motorista, ele e outros conseguiram uma garrafa de whisky. Tive que despedir o motorista, apesar de saber que o culpado era Vidal", terá contado Sampaoli, antes de fazer mira a Pinilla e outros elementos:

"O Edu [Vargas], cada vez que o vejo chegar ao Chile, está pior do que antes. O Matías [Fernández] já não joga ao nível que quero na seleção. Pinilla só pensa em festas quando o convoco. Nenhum deles pode enfrenrar uma eliminatória como a que temos pela frente. Se continuarmos assim, sem fazer nada, será difícil ter o Chile no Mundial", atirou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon