Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Vieira chefia comitiva do Benfica num estágio talismã

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/07/2017 Rui Trombinhas
© Fornecido por O jogo

O plantel do Benfica inicia esta segunda-feira os treinos nos relvados do St. George"s Park, onde estagiou na pré-época anterior

Luís Filipe Vieira viajou com a equipa do Benfica, assumindo a chefia da comitiva que chegou a Inglaterra para mais um estágio de pré-temporada e num local que traz boas recordações.

Há um ano, o Benfica estreou-se num estágio no St. George"s Park, local situado no meio de Inglaterra numa localidade chamada Burton-upon-Trent. Rodeados apenas pela natureza campestre, o silêncio e instalações de enorme opulência, os encarnados deram ali início ao caminho que os levaria à conquista do inédito tetracampeonato.

Nesta que também é a casa de todas as seleções inglesas, nada mais nada menos do que 24, tudo é pensado sob a égide do desenvolvimento máximo dos atletas para entrarem a cem por cento nas suas competições. Holly Murdoch, diretora-geral do St. George"s Park, deixara o mote a O JOGO aquando da chegada das águias ao complexo desportivo: "É muito importante para nós sermos capazes de atrair grande clubes como o Benfica, que é um dos mais famosos emblemas do mundo. Temos muito orgulho em ajudar a criar equipas vencedoras", dissera Holly Murdoch, numa espécie de adivinhação do que se veria nos meses seguintes. O Benfica, balanceado pela pré-época passada que fez escala em Burton, ganharia I Liga, Taça de Portugal e Supertaça, chegando ainda às meias-finais da Taça da Liga e aos "oitavos" da Champions.

Talvez, olhando para estes resultados, não tenham havido muitas dúvidas sobre onde, nesta pré-época, Rui Vitória fecharia a preparação para 2017/18. Este ano, no entanto, a passagem por Inglaterra também visa levar os jogadores mais longe no que diz respeito à sua capacidade física e técnica. Isto porque o estágio irá culminar com dois jogos nos últimos dias, logo contra equipas de mais poder do que as defrontadas até agora: Arsenal (dia 29) e Leipzig (30), ambas para a Emirates Cup, já em Londres.

No St. George"s Park, as águias já conhecem os cantos à casa e terão ao seu dispor 12 campos de futebol considerados como de elite pela UEFA, um terreno indoor e um espaço próprio para os guarda-redes desenvolverem o seu treino específico. Existe, ainda, um pavilhão para exercícios específicos, além de piscinas, spas, banheiras de hidromassagem, health club e um espaço exterior destinado a exercícios de grupo visando a promoção do espírito de liderança, seja numa equipa de futebol, seja em empresas, que também muitas vezes ali levam os seus funcionários. A tudo isto junta-se um hotel de cinco estrelas dentro das instalações, onde não faltarão condições de repouso. Não é, pois, por acaso que estas instalações de estágio, que abriu as portas em 2012, custou qualquer coisa como 116 milhões de euros...

Ao longo dos últimos anos, vários emblemas não dispensaram uma ida ao St. George"s Park antes de a competição começar a doer como foi o caso, por exemplo, do Barcelona no ano passado, quando o Benfica regressou a Portugal e, até, do FC Porto, no passado.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon