Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Vieira quer dar mais dois centrais a Rui Vitória

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/10/2017 Francisco Sebe

Idade de Luisão, problemas físicos de Jardel e ainda possível venda do habitual preterido Lisandro López explicam ataque ao mercado definido pelo presidente dos encarnados no arranque do novo ano.

© Gustavo Bom/Global Imagens

Rui Vitória poderá receber mais dois centrais já durante a abertura da janela de transferências de janeiro, um reforço que esteve em equação antes do arranque da nova temporada, mas que Luís Filipe Vieira preferiu adiar. Agora, segundo O JOGO apurou, o somatório de alguns condicionalismos deverá levar, pelo que foi já planeado pela SAD, ao investimento no sector mais recuado, não apenas a pensar no benefício desportivo imediato, mas também, e sobretudo, no preenchimento de lacunas já a pensar na próxima época.

A aposta em Rúben Dias, que já estava planeada e adiou o ataque ao mercado para a posição central da defesa, tem sido bem sucedida e está previsto que se mantenha. Mesmo que Rui Vitória já tenha afirmado que o defesa de 20 anos possa ficar alguns jogos de fora, a resposta que tem dado faz com que o seu estatuto esteja cada vez mais cimentado, de tal forma que o investimento a efetuar em janeiro será feito de modo a que a posição já assegurada pelo ex-capitão da equipa B não saia beliscada.

citacaoLuís Filipe Vieira planeia dar a Rui Vitória mais soluções para o eixo da defesa, sem afetar a aposta em Rúben Dias

Apesar desta aposta que, na Luz, é avaliada como bem sucedida, na linha do que já havia sucedido com Lindelof e que rendeu 35 milhões de euros na venda do internacional sueco ao Manchester United, os responsáveis encarnados continuam a identificar a existência de espaço para a entrada em cena de mais dois centrais, previsivelmente um deles com maior experiência e outro com margem de progressão, embora os custos dos alvos possa vir a influenciar o número de reforços.

Na base da decisão da SAD de atacar a contratação de dois centrais estão vários condicionalismos, que incluem os outros três jogadores que concorrem por esta posição, para além de Rúben Dias, mas também outro jovem, Kalaica (ver peça à parte), em quem as águias depositam esperança.

Luisão, aos 36 anos, ainda é o líder do sector, mas aproxima-se o fim da sua carreira e, embora continue a dar garantias, há espaço para ser projetada, desde já, a futura substituição. Mas este não é o único condicionalismo identificado no lote de centrais à disposição de Rui Vitória. O parceiro de outros tempos do capitão, Jardel, continua a apresentar sucessivos problemas físicos que o têm, tal como na última época, afastado das opções e este é um facto que potencia a aposta no mercado. Além deste, também Lisandro pode estar de saída do Benfica e já em janeiro. Por um lado, Vitória não o elege como opção prioritária na hora de escolher o onze e, por outro, os ingleses do Newcastle continuam em cima do argentino, como ainda ontem voltou a ser destacado na Imprensa local.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon