Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Vietto acautela saída de Jiménez

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/07/2017 Rui Trombinhas
© Fornecido por O jogo

Excedentário no plantel colchonero, o argentino, de 23 anos, poderá vir a dar sequência ao seu percurso profissional na Luz, caso o Benfica concretize a transferência do mexicano para um clube inglês

Recém-incorporado nos trabalhos de preparação do plantel do Benfica para 2017/18, Raúl Jiménez afirma estar satisfeito no clube que defende desde agosto de 2015, mas também não manda dizer por ninguém que sonha com o salto para a Premier League inglesa, de preferência já neste mercado. Everton e West Ham têm sido os emblemas mais badalados para o internacional mexicano e a porta das transferências está entreaberta na Luz, com o consentimento dos encarnados, que admitem transacionar o jogador mais caro da sua história (custou 22 milhões de euros). Tal disponibilidade para o negócio é reforçada pelos contactos dos gestores do futebol das águias no sentido de sinalizarem avançados para uma eventual reposição no sector. Ligado ao Atlético de Madrid, o argentino Luciano Vietto é, sabe O JOGO, um dos nomes fortes em cima da mesa.

Com apenas 23 anos, Vietto deseja continuar a competir com regularidade, para dar sequência ao seu desenvolvimento no futebol europeu, mas tem caminho barrado no ataque colchonero por nomes como Kévin Gameiro, Fernando Torres e Antoine Griezmann, facto que, caso a situação de mudança para a Luz venha a proporcionar-se, também poderá influenciar a decisão do atleta nascido em Balnearía.

Em 2014/15, o argentino entrou na liga espanhola pelo Villarreal, que pagou 5,5 Meuro pelo seu passe ao Racing Club. Em 48 partidas com a camisola do emblema valenciano, Vietto apontou 20 golos e foi protagonista de oito assistências, elevando-se à categoria de destaque. Uma das consequências objetivas do rendimento apresentado foi o ingresso no Atlético, aceitando o clube da capital desembolsar qualquer coisa como 20 Meuro para se reforçar com um talento que o também argentino Diego Simeone conhecia bem. O novo passo, porém, não correu bem e Vietto seria cedido ao Sevilha em 2016/17, respondendo o jogador com uma dezena de golos em 31 partidas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon