Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Vitória recusa facilidades no Restelo e fala de “histórias diferentes”

Logótipo de LusaLusa 22/10/2016 Marco Oliva
MANUEL DE ALMEIDA/LUSA © LUSA / MANUEL DE ALMEIDA MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Lisboa, 22 out (Lusa) - O treinador do Benfica afirmou hoje que as duas goleadas ao Belenenses, na época anterior, fazem parte do passado e antecipou uma deslocação difícil ao Estádio do Restelo, na oitava jornada da I Liga de futebol.

"O ano passado foi uma história diferente. Nunca há jogos fáceis. Podem tonar-se fáceis no decorrer do jogo, mas nem penso nisso. Não ligo nada a estatísticas", disse Rui Vitória, em conferência de imprensa, após ter sido questionado sobre nova possível goleada sobre os ?azuis', depois dos triunfos por 6-0 e 5-0 no campeonato transato.

O técnico, que fazia a antevisão da deslocação a Belém, lembrou que o adversário "tem jogadores jovens de qualidade" e que o novo treinador, Quim Machado, "gosta que as suas equipas dividam o jogo".

"O Belenenses vai querer criar problemas e ganhar. Vai ser um jogo complicado e teremos de estar num nível elevado para vencer. O nosso foco é olhar para dentro e ir ao Restelo para ganhar", referiu.

Por outro lado, Rui Vitória considerou que o plantel das 'águias' ainda tem margem de crescimento, devido à juventude de alguns atletas do plantel e às ausências, por lesão, de outros jogadores.

"Sinto que há margem de crescimento nesta equipa, pela idade de alguns jogadores e por ainda não ter toda a equipa disponível. Este crescimento tem sido sustendo e agrada-me a evolução dos jogadores e da equipa. Caminhamos para estarmos mais fortes a cada dia, mas ainda temos algumas coisas importantes a melhorar", salientou.

De resto, Rui Vitória abordou a situação de Jonas, que se encontra a recuperar de lesão há quase dois meses, tendo assegurado que tudo está a ser feito para que o avançado brasileiro "volte em condições e o mais rápido possível".

"Estamos à espera que as coisas evoluam e à espera que ele volte. Na situação do Jonas, como em qualquer outra, há um número estipulado de semanas. Nunca foi um processo estanque. Esperamos que volte a qualquer momento e que seja brevemente, mas não me posso comprometer com o que quer que seja. Tudo tem sido feito para que volte em condições e o mais rápido possível", adiantou.

Belenenses, 11.º classificado com nove pontos, e Benfica, líder com 19, jogam no domingo, a partir das 20:15, no Estádio do Restelo, em Lisboa, num encontro que será dirigido pelo árbitro Hugo Miguel, da Associação de Futebol de Lisboa.

MYO // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon