Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Wall Street fecha com recordes do Dow Jones (6.º consecutivo), Nasdaq e S&P 500

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/09/2017 Administrator

A bolsa nova-iorquina fechou hoje em tímida alta, na véspera de uma reunião da Reserva Federal sobre política monetária, mas o suficiente para os índices emblemáticos - Dow Jones Industrial Average, Nasdaq e S&P500 -- fecharem em níveis recorde.

Os resultados definitivos da sessão indicam que o seletivo Dow Jones Industrial Average progrediu 0,18%, para os 22.370,80 pontos, fixando um sexto recorde consecutivo no fecho das transações.

O tecnológico Nasdaq valorizou 0,10%, para as 6.461,32 unidades, e o alargado S&P500 ganhou 0,11%, para as 2.506,65.

Depois de algumas hesitações no início da sessão, os índices estabilizaram-se em terreno positivo.

"O mercado continua a menorizar todos os títulos negativos, quer se tratem das tensões geopolíticas com a Coreia do Norte, da ausência de avanços significativos (sobre as reformas) em Washington, dos dois furacões Harvey e Irma ou da recente série de estatísticas mitigadas sobre a economia norte-americana", observou Adam Sarhan, da 50 Parks Investment.

Alguns destes elementos são mesmo interpretados pelos investidores de forma positiva, como os furacões que atingiram os Estados do Texas e da Florida, sublinhou Gregori Volokhine, da Meeschaert Financial Services.

"As estatísticas vão sofrer temporariamente e a Reserva Federal (Fed) deve considerar (os furacões), o que deixa entender que a política monetária vai permanecer acomodatícia (taxas de juro baixas) durante mais algum tempo", explicou.

Os investidores vão escrutinar, a este propósito, de perto, o comunicado que o Comité de Política Monetária da Fed (FOMC, na sigla em inglês) vai divulgar no final da sua reunião, na quarta-feira, bem como as declarações da presidente do banco central norte-americano (Fed), Janet Yellen, na conferência de imprensa que se vai seguir.

Os investidores não estão à espera que a Fed vá anunciar na quarta-feira uma descida das taxas de juro, mas esperam sinais sobre o ritmo da redução do seu importante balanço de ativos e a data da próxima subida das taxas.

Por outro lado, o dólar continua a descer face ás principais divisas, "o que é positivo para as empresas norte-americanas e portanto para o mercado acionista", destacou Volokhine.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon