Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Warriors voltam a dominar Cavaliers e lideram final da NBA

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/06/2017 Alcides Freire

Os Golden State Warriors voltaram a dominar os campeões Cleveland Cavaliers, domingo, em Oakland (132-113), e vão para o Ohio a liderar a final da Liga norte-americana de basquetebol (NBA) por 2-0, como aconteceu em 2016.

No regresso de Steve Kerr ao banco, os Warriors, que tinham triunfado no embate inicial por 113-91, selaram o 14.º triunfo em outros tantos jogos nos 'play-offs', graças a Kevin Durant e Stephen Curry, que formarem uma dupla 'infernal', desta vez acompanhados por Klay Thompson.

O reforço Durant, que procura o primeiro 'anel', terminou com 33 pontos, 13 ressaltos, seis assistências, cinco desarmes de lançamento e três roubos de bola, enquanto Curry conseguiu o primeiro 'triplo duplo' da carreira nos 'play-offs' (32 pontos, 11 assistências e 10 ressaltos).

Por seu lado, Thompson contribuiu com 22 pontos (oito em 12 nos 'tiros' de campo), merecendo ainda destaque os 12 pontos, seis assistências e seis ressaltos de Draymond Green, prejudicado pelas faltas, e os 10 pontos de Shawn Livingston.

Em termos coletivos, destaque, pela positiva, para os 18 'triplos' marcados (em 43 tentados), e, pela negativa, para os 20 'turnovers', 13 dos quais na primeira parte, contra os quatro -- recorde empatado da NBA em finais -- do primeiro jogo.

Nos forasteiros, LeBron James foi o melhor, com o oitavo 'triplo duplo' em finais, igualando o recorde de Magic Johnson (Los Angeles Lakers), ao finalizar o jogo com 29 pontos, 14 assistências e 11 ressaltos.

Kevin Love, com 27 pontos e sete ressaltos, foi o melhor 'ajudante' do '23' dos 'Cavs', enquanto Kyrie Irving somou 19 pontos e sete assistências, mas só acertou oito de 23 lançamentos de campo.

A formação de Cleveland entrou muito mais agressiva do que no primeiro jogo e ganhou seis pontos de avanço (3-9), mas os Warriors reagiram (13-14) e, depois, com um parcial de 13-2, passaram a vencer por 10 pontos (26-16).

Os forasteiros, com James ao comando, lograram, porém, estancar a 'fuga' dos locais, que, no entanto, nunca perderam o comando do marcador e atingiram o final de um primeiro período 'frenético' a vencer por 40-34.

No início do segundo período, os Warriors voltaram a fugir (47-35 e 50-38), mas, como aconteceu no primeiro, os 'Cavs', agora com Love muito certeiro, foram-se mantendo por perto e colocaram-se mesmo a um ponto (59-58 e 61-60).

O intervalo chegou com três pontos a separar as duas equipas (67-64) e o equilíbrio manteve-se até 5.42 minutos do final do terceiro período (86-82), altura em que os anfitriões, lograram novo parcial de 13-2, passando a vencer por 99-84.

© EZRA SHAW / POOL

O derradeiro parcial começou com os Warriors a ganhar por 14 pontos (102-88) e não teve grande história, pois, num ápice, os locais aumentaram o avanço para 18 (115-97) e, depois, para 22 (121-99), ainda a 6.22 minutos do fim.

Já com os suplentes em campo, o jogo fechou com um triunfo dos locais por 132-113. A final prossegue quarta-feira, em Cleveland, pelas 21:00 locais (02:00 de quinta-feira em Lisboa), e os campeões 'obrigados' a ganhar.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon