Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Wenger admite que pode estar de saída do Arsenal

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/05/2017 João Cardoso

Treinador dos gunners afirmou que o clube irá tomar uma decisão após a final da Taça de Inglaterra

© Fornecido por O jogo

O treinador francês Arséne Wenger, no Arsenal desde 1996, revelou esta sexta-feira que o seu futuro no clube irá ficar decidido após a final da Taça de Inglaterra (27 de maio), em reunião do conselho de administração.

"Penso que isso será depois da final da Taça de Inglaterra [frente ao Chelsea]", disse o técnico dos gunners, cujo contrato termina no final da época e que tem sido contestado face à falta de títulos.

Desde que está no clube, Wenger, de 67 anos, foi campeão três vezes (1998, 2002 e 2004), e conquistou a Taça em seis ocasiões (1998, 2002, 2003, 2005, 2014 e 2015).

"Vocês sabem que inúmeros aspetos de um clube são discutidos em reuniões do conselho de administração. Um deles, entre muitos, é o futuro do treinador, dos jogadores a contratar, das renovações de contratos", disse o técnico.

O francês salientou que a atenção tem que estar no curto prazo, na final do campeonato, em que o Chelsea já garantiu o título, e na Taça de Inglaterra.

Os gunners, que recebem no domingo o Everton, na 38.ª e última jornada, estão a um ponto do quarto lugar, do Liverpool, e querem vencer e esperar um deslize dos reds, na receção ao Middlesbrough, para que ainda possam chegar à posição de acesso à Liga dos Campeões.

Uma derrota pesada do Manchester City, de visita ao Watford e que está a três pontos, na terceira posição, também pode ajudar os londrinos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon