Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Zimbabué pede imunidade para primeira-dama, acusada de agressões na África do Sul

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/08/2017 Administrator

As autoridades do Zimbabué pediram a imunidade diplomática da primeira-dama, Grace Mugabe, acusada de ter agredido no domingo uma modelo num hotel de Joanesburgo, anunciou hoje o governo sul-africano.

"Os advogados da suspeita e os representantes do seu governo pediram verbalmente aos inspetores (da polícia) para sinalizar que a suspeita deseja invocar a imunidade diplomática", indicou o ministério sul-africano da polícia, acrescentando que a mulher de Robert Mugabe ainda se encontra em território sul-africano, ao contrário de informações avançadas pela imprensa do país, segundo as quais Grace Mugabe já teria regressado a Harare.

Ela "não deixou a República (sul-africana)" e informou as autoridades sobre a sua presença na cimeira da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, na qual o seu marido deverá participar este fim de semana, informou o ministério.

Grace Mugabe é acusada de ter agredido e ferido na cara Gabriella Engels, uma manequim de 20 anos que se encontrava no mesmo hotel do que a primeira-dama com amigos.

A jovem apresentou queixa junto das autoridades.

Este caso ameaça perturbar as boas relações diplomáticas entre Pretória e Harare.

Muito influente junto do seu marido, de 93 anos, Grace Mugabe é vista como uma das favoritas a suceder-lhe na presidência do Zimbabué.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon