Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Douglas: exibição no Dragão foi das «mais bem conseguidas» da carreira

Logótipo de MaisFutebol MaisFutebol 12/09/2018 Bruno José Ferreira
Vitória Guimarães-FC Porto (Lusa) © Maisfutebol Vitória Guimarães-FC Porto (Lusa)

O guarda-redes Douglas, figura importante nos dois triunfos alcançados pelo Vitória, essencialmente no Dragão, considera a sua prestação frente ao FC Porto como uma das «mais bem conseguidas» da sua carreira. Na fase final do encontro o brasileiro fez defesa verdadeiramente milagrosas e segurou o triunfo.

«Juntamente com uma exibição que fiz contra o Braga na Taça de Portugal foram as duas mais bem conseguidas a nível individual, calhou também que o resultado foi favorável. É bom porque o nosso objetivo é não deixar a bola entrar, e era um momento crucial do jogo, é uma grande alegria, tratando-se de uma grande jogo, ainda que todos os jogos sejam importantes», referiu Douglas depois do treino desta manhã do Vitória de Guimarães.

«Ainda não marquei golos, mas foi uma sensação muito boa. Espero que continue ao longo da época», reforçou o jogador 35 anos que, para já, não pensa em terminar a carreira. «Sinto-me bem, treino como os meninos de 22 ou 25 anos e estou tranquilo. Enquanto estiver com essa disposição e não comprometer vou estar disponível para o futebol», disse, acrescentando que nunca sentou vontade de sair do clube.

Afastado da Taça da Liga, o Vitória apenas volta a competir no dia 23. Apesar de admitir que é sempre bom estar em competição, o guarda-redes considera que esta paragem é positiva. «É sempre bom quando temos tempo para trabalhar o que o treinador quer que o grupo assimile. Claro que queremos estar sempre a competir, principalmente depois de duas vitórias, mas trata-se de um tempo benéfico e que nos vai ajudar», atirou.

Assumindo como missão «perder o mínimo possível», Douglas diz que o Vitória terá de ultrapassar um caminho difícil para chegar aos lugares europeus. «Todos os anos a luta pelos lugares europeus é difícil e o Vitória tem de ultrapassar essas dificuldades para no final conseguir um lugar europeu, trata-se de um caminho longo e temos de trabalhar muito», vincou.

O guarda-redes brasileiro vai na nona época consecutiva no Vitória de Guimarães. É totalista no campeonato depois de ter começado no banco de suplentes na Taça da Liga.

AdChoices
AdChoices

More From MaisFutebol

image beaconimage beaconimage beacon