Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Neonytt: A moda à procura da sustentabilidade

Sustentabilidade rima cada vez mais com moda. Na semana da Moda de Berlim, o Neonyt, antes designado espaço sustentável e verde, tem o seu próprio desfile. Aqui todas as coleções devem respeitar parâmetros ecológicos e sociais, não só no conceito, como em toda a cadeia de produção. Magdalena Schaffrin, a responsável pelo Neonytt explica em que consiste este espaço da Berlin Fashion Week : "Temos padrões para o programa Neonytt. Verificamos se os designers e expositores têm conceitos e estratégias sustentáveis e olhamos para a cadeia de abastecimento e produção, que tem de ser transparente e os próprios produtos também têm de ser sutentáveis". A empresa alemã Nuuwai apresenta malas 100% vegan, fabricadas a partir de fibras de casca de maçã, recolhidas junto das empresas que produzem sumos. "Utilizamos maçã porque o recurso está lá. Substituímos 50% do PU (Poliuretano) por restos de maçã e isso significa que o material desperdiçado é usado em vez de ser queimado ou deitado fora", diz a fundadora e presidente da Nuuwai,Svenja Detto. A empresa alemã de design de calçado, Nat-2, trouxe a Berlim uma gama de sapatos feitos com diversos materiais sustentáveis. O designer, Sebastian Thies, já fez sapatos até de leite reciclado e ideias não lhe faltam para substituir o couro nos seus modelos. Entretanto, vai mostrando e explicando o que está a expôr no Neonytt: "Fabricamos sapatos à mão, em Itália. Estes aqui em cima são feitos com musgo... garrafas de plástico recicladas... vidro... algodão orgânico... cortiça e borracha... 100% vegan. Este modelo aqui, por exemplo, é feito com pétalas de rosa ... Estes aqui são feitos de folheado de madeira. E aqui temos pedras Swarovski recicladas sobre feno dos prados da Áustria." A comissão económica para a Europa, um organismo das Nações Unidas, estima que a indústria da moda é responsável pela produção de 20% das águas residuais globais e 10% das emissões globais de carbono. Uma pegada ecológica insustentável.
image beaconimage beaconimage beacon