Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Guião perdido de Stanley Kubrick, na base de novo filme?

Logótipo de Magazine.HD Magazine.HD há 5 dias Maria João Sá
Stanley Kubrick © Fornecido por MHD Stanley Kubrick

O guião de Kubrick para “Burning Secret” foi encontrado por um professor da Universidade de Bangor e vai ser vendido em breve. Será que ainda vamos ver outro filme escrito por Kubrick?

Desde este Verão que se começou a falar de um guião perdido de Stanley Kubrick, “Burning Secret”, datado de 1956, que fora agora descoberto. No entanto, a história do filme gerou controvérsia.

“Burning Secret” é uma adaptação do romance homónimo, cujo autor é Stefan Zweig, tendo Kubrick co-escrito este guião com Calder Willingham pouco antes de fazer o filme “Horizontes de Glória". Por fim, mais de 50 anos depois, sabemos que o mesmo foi encontrado pelo professor de cinema Nathan Abrams, da Universidade de Bangor.

Espera-se que o manuscrito original seja vendido por cerca de 20 000 dólares americanos, ficando ainda indefinido se alguma produtora da indústria cinematográfica decide fazer este investimento, até porque o guião tem gerado alguma controvérsia. O professor Abrams descreve-o como sendo “o inverso de Lolita”, romance de Nabokov, que foi adaptado por Kubrick em 1962 para um filme com o mesmo nome:

Em ‘Burning Secret’, a personagem principal torna-se amiga do filho para poder chegar à sua mãe. Em Lolita, casa-se com a mãe para chegar à filha. Penso que numa produção de 1956 seria muito difícil levar o filme avante, mas ele conseguiu-o com ‘Lotita’ (…).

Na adaptação de Kubrick, a história passa-se na América, enquanto que no livro a localidade é na Áustria, e segue um vendedor que se torna amigo de uma criança de 10 anos num spá, tornando-se a principal intenção deste homem a de a usar para se conseguir aproximar da sua mãe. A criança acaba então por se tornar involuntariamente no mensageiro de ambos.

Atualmente, o guião pertence a Gerald Fried, sendo que tanto a família de Kubrick como a Kubrick Trust não detêm quaisquer direitos sobre o mesmo. Segundo declarações ao Deadline do filho de Fried, que trabalha como seu arquivista de filmes, alguns profissionais já o contactaram, incluindo Jan Harlan, que produziu alguns filmes de Kubrick, como “Shining”, “Barry Lyndon” e “Nascido para Matar”.

Segundo Joshua, o guião tem todo o potencial para se tornar num filme de sucesso, uma vez que o final explora a transformação da criança e da sua relação com todos os adultos, sendo que, antes dessa transformação, a criança ficava apenas confusa com os seus comportamentos. Joshua acrescenta ainda que o guião tem alguma ressonância com “De Olhos Bem Fechados", nomeadamente quanto aos temas da sua sexualidade misteriosa.

TRAILER | REVÊ AS IMAGENS DE UM DOS FILMES MAIS FAMOSOS DE KUBRICK

O que pensas destas novidades? Será um bom filme? Deixa-nos a tua opinião!

AdChoices
AdChoices

Mais de Magazine.HD

Magazine.HD
Magazine.HD
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon