Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Semelhanças entre presidente da China e Winnie the Pooh ditam cancelamento do filme

Logótipo de SIC MulherSIC Mulher 07/08/2018 SIC Mulher

SIC Mulher © SIC Mulher SIC Mulher

É um pequeno insólito, mas que pode trazer consequências bastante negativas à Disney. O novo filme sobre o 'Winnie the Pooh' foi cancelado na China porque o presidente do país não é propriamente fã da personagem depois de inúmeros 'memes' que circulam nas redes sociais.

É um dos desenhos animados mais amados de todo o mundo e um autêntico pote de mel para a Disney. 'Pooh' e o resto dos amigos estão de volta no filme 'Christopher Robin' que está cativar crianças e a emocionar adultos em todo o mundo, mas nem todos vão ter a oportunidade de ver Ewan McGregor no grande ecrã.

Ao que parece Pooh não é tão inofensivo assim. Segundo o 'Hollywood Reporter', os censores da China baniram o filme. Ao que parece o urso da década de 20 tem sido usado pelos opositores ao regime do líder Xi Jinping.

Tudo começou em 2013, quando o presidente chinês visitou os Estados Unidos e foi visto ao lado de Barack Obama: Xi Jinping foi comparado ao urso amarelo e Obama a 'Tigger', um tigre animado dos desenhos animados.

Desde aí nunca mais parou. Em 2014 aconteceu o mesmo um evento oficial com o presidente japonês. Esta semana, John Oliver criticou a sensibilidade do presidente pelas comparações a 'Pooh' e o canal da HBO foi bloqueado na China.

A verdade é que apesar das imagens fazerem furor na internet, a Disney já vai entrar em despesa. A companhia gigante tem vários contactos na China que, muitas vezes, permitem que muitos dos seus filmes estreiem em território chinês, o mercado mais lucrativo da indústria do cinema.

Desta vez, perante a sensibilidade do Xi Jinping, os resultados da bilheteira mundial serão irremediavelmente afetados.

AdChoices
AdChoices

Mais do SIC Mulher

AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon