Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

O filme de Louis C.K vai ser exibido em Portugal apesar do escândalo sexual

Logótipo de Delas Delas há 5 dias lusa

O Lisbon & Sintra Film Festival vai manter a exibição do filme “I Love You Daddy”, de Louis C.K., mesmo depois de confirmadas as acusações de assédio sexual contra o humorista.

De acordo com a organização, o filme será exibido em antestreia nos dias 23 e 24 em Lisboa e a estreia nacional foi antecipada para o dia 30 deste mês, quando estava inicialmente prevista para 21 de dezembro. A Medeia Filmes decidiu manter a estreia do filme, embora a produtora e distribuidora norte-americana The Orchard tenha anunciado na sexta-feira que cancelaria a distribuição de “I Love You Daddy” nos Estados Unidos, depois do jornal New York Times ter denunciado os acasos de assédio sexual em que Louis está envolvido. De acordo com este jornal, o comediante norte-americano Louis C.K. foi acusado por várias mulheres de se ter masturbado à frente delas. Conhecidas as alegações, o humorista divulgou um depoimento em que admitiu a verdade das acusações e anunciou o seu afastamento. “Estas histórias são verdadeiras”, disse, citado pelo The New York Times e pela BBC.

Louis C.K. lamentou a situação, os danos causados ao canal FX, que acolhe os seus programas de comédia, à distribuidora The Orchard e a todos aqueles “que apostaram” na sua carreira ao longo dos anos.

“I Love You Daddy”, que teve estreia mundial em setembro no festival de cinema de Toronto, centra-se na história de num septuagenário que seduz uma adolescente. A crítica, na altura, associou o enredo à vida de Woody Allen. A Netflix também anunciou ter desistido da produção de um novo programa de comédia com o ator.

Artigos recentes:Ano da Diabetes dedicado às mulheres

Louis_CK_-_Peabody_Awards © Fornecido por GLOBAL NOTÍCIAS, Publicações, S.A. Louis_CK_-_Peabody_Awards

Desigualdade salarial começa na escolha do curso

Centenas de mulheres marcham contra os abusos sexuais em Hollywood

As mulheres são as maiores vítimas de assédio sexual e moral no trabalho

 

AdChoices
AdChoices

Mais de Delas.pt

AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon