Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Mundo da música em choque com a morte de Avicii

Logótipo de Famashow Famashow 20/04/2018 Fama Show

DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira, 19 de abril.

A notícia da morte de Avicii foi confirmada pelo representante do produtor e DJ sueco através do seguinte comunicado: “É com profunda tristeza que anunciamos a perda de Tim Bergling, mais conhecido por Avicii. Foi encontrado morto em Muscat, Omã, esta sexta-feira. A família está devastada, pedimos a todos que por favor respeitem a sua privacidade neste momento difícil. Não haverá nenhuma declaração adicional”.

Nas redes sociais são já muitos os artistas que lamentam o sucedido. Leia alguns testemunhos emocionados:

Liam Payne (cantor e compositor britânico): "Estou devastado (...) Era um talento enorme"

Nile Rodgers (guitarrista): "Acabo de saber que o meu querido amigo Tim Avicii morreu. Espero que seja mentira. Se não for, #RIPAVICII (…) Eras o meu irmão mais novo (...) Estou a chorar no avião. Espero não deixar os restantes passageiros nervosas”

Madonna (cantora): "É muito triste... E muito trágico. Adeus, querido e doce Tim"

William Grigahcine (DJ Snake): "Descansa em paz, Avicii. Perdemos uma lenda”

Eric Prydz (DJ): "Não tenho palavras"

Calvin Harris (DJ): "Era uma alma bonita, apaixonada e extremamente talentosa que ainda tinha muito para dar"

Sabrina Carpenter (cantora): “Estou devastada”

Dua Lipa (cantora): "Notícias tristes (...) Era tão novo"

Charlie Puth (cantor e compositor): "O homem que me abriu os olhos para o som que, um dia, as minhas produções [musicais] haveriam de ter. Avicii era um génio"

Deadmau5 (produtor e DJ): “Tenho muito orgulho nele. Ninguém pode negar o que ele fez pela música”

Fama Show: Mundo da música em choque com a morte de Avicii © Fama Show Mundo da música em choque com a morte de Avicii

2014 foi um dos anos de maior sucesso de Avicii, tendo faturado mais de 22 milhões de euros, segundo a revista Forbes. O DJ estava afastado do mundo da música há cerca de dois anos, por motivos de saúde, em parte causados pelo consumo excessivo de álcool. Já tinha removido a apêndice e a vesícula biliar e sofria de pancreatite aguda, uma inflamação aguda no pâncreas.

Até ao momento não são conhecidos mais pormenores acerca da morte do autor de êxitos como Wake Me Up ou Hey Brother aos 28 anos.

Receba as melhores notícias do MSN



Veja também: Esta é a viagem que vai querer fazer e é em Portugal

A SEGUIR
A SEGUIR

AdChoices
AdChoices

Mais de Famashow

AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon