Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

O adeus à "Guerra dos Tronos"

Oito anos depois da estreia, "Guerra dos Tronos" chegou ao fim. A série mais falada e pirateada da história da televisão despediu-se do público após 73 episódios que reescreveram as convenções televisivas. Sob o pano de uma fantasia onde cabiam dragões, feiticeiras ou mortos-vivos, a história baseada nos livros de George R.R. Martin era, sobretudo, uma reflexão sobre os homens e o poder. Para um adeus que seria impossível de agradar a gregos e troianos, organizaram-se mesmo festas de visionamento, em que as reações oscilavam entre o contentamento pela forma como tudo se interligou no final ou pela frustração de um fim que queria mais estruturado ou, simplesmente, adiado. "Guerra dos Tronos" tornou-se também uma série de culto para inúmeras estrelas e autores. O escritor americano Stephen King é um desses fãs e recorreu ao Twitter para dar os parabéns a George R.R. Martin, David Benioff e D.B.Weiss por criarem a série. O final revelou-se também um marco emocional para os atores. Nathalie Emmanuel, que interpretava Missandei, disse que fazer parte da série da HBO foi uma jornada incrível. Já Liam Cunningham, ou Sir Davos, agradeceu a todos os fãs pelo carinho e descreveu a participação na história como absolutamente extraordinária. Apesar de uma onda de críticas nas redes sociais à última temporada, sobretudo por alegadamente apressar em demasia a narrativa, "Guerra dos Tronos" marca a história do entretenimento televisivo. Para o crítico de televisão Nick Hilton, do jornal The Independent, foi a primeira vez que a televisão passou a ser feita em condições apenas possíveis para obras cinematográficas. "A série mudou as regras do investimento. TV ainda é um meio relativamente modesto e para cada episódio desta temporada final estamos a falar de 15 milhões de dólares. Portanto, ainda está um pouco atrás dos padrões cinematográficos de investimento, mas de repente havia um programa que realmente parecia um 'blockbuster', de uma maneira que até mesmo os maiores programas anteriores da HBO não tinham conseguido ultrapassar as barreiras culturais", observou. Foi o final da série, mas não do Inverno... e vêm aí novas produções relacionadas com o universo de "Guerra dos Tronos". Na forja está já uma prequela da história, a ter lugar milhares de anos antes, e que contará com a atriz Naomi Watts.
image beaconimage beaconimage beacon