Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

“Sem OE, país atravessa crise em muito piores condições”, avisa Siza Vieira

Logótipo de ECO.PT ECO.PT 17/10/2020 ECO
pedro siza vieira, plano de recuperação económica © Swipe News, SA pedro siza vieira, plano de recuperação económica Se a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo Governo não for aprovada no Parlamento, o país “não morre”, mas atravessará a crise “em muito piores condições”, avisa o ministro de Estado e da Economia, Pedro Siza Vieira, em entrevista ao Expresso (acesso pago). O governante salienta que o documento em causa só não receberá “luz verde”, se o PCP e o BE votarem contra, isto é, ao lado da direita.

Siza Vieira sublinha que, se a proposta orçamental não passar, não será possível, por exemplo, lançar o novo apoio social, nem estender as ajudas hoje disponíveis para as empresas, como já sugeriu o Governo. “Trabalhar em duodécimos é, mês a mês, gastar apenas a despesa correspondente a 1/12 do ano anterior. O que toda a gente está a dizer é que precisamos de respostas reforçadas em 2021. O país não vai morrer, em circunstância nenhuma, mas atravessará em muito piores condições uma crise como esta“, frisa o ministro.

Sobre as negociações com as forças políticas mais à esquerda, o governante afirma que já conhecia as exigências dos bloquistas desde julho, tendo ouvido desde então ainda outras reivindicações, “depois outras, depois outras e agora linhas vermelhas”. “O processo de discussão do OE continua depois da apresentação da proposta de lei. Acho sempre que pôr linhas vermelhas e afirmá-las publicamente nunca conduz a um bom resultado”, defende, referindo que a proposta que foi apresentada no início da semana no Parlamento foi construída “de forma muito dialogada”.

]]>
AdChoices
AdChoices

Mais de Eco.pt

image beaconimage beaconimage beacon