Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Caso "E-Toupeira". Funcionário judicial sai da prisão preventiva

Vai ser libertado o funcionário judicial que ficou em prisão preventiva no processo E-Toupeira. José Augusto Silva vai para casa com pulseira eletrónica. O juíz alterou a medida de coação para prisão domiciliária por considerar que já não pode prejudicar a investigação. O funcionário judicial, que era o único em prisão preventiva, é suspeito de ter acedido a processos em segredo de justiça que envolviam o Benfica.
image beaconimage beaconimage beacon