Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Instabilidade política prejudica economia italiana?

A turbulência política em Itália pode ter consequências na economia do país. A questão é saber: quão profundas? De acordo com o jornal financeiro italiano Il Sole 24 Ore, a instabilidade política deverá custar ao país mais de 5 mil milhões de euros em juros nos títulos da dívida pública, nos próximos dois anos. Uma dívida pública que já é colossal. Ultrapassa os 2 biliões e 300 mil milhões de euros, 134% do Produto Interno Bruto italiano. Depois da Grécia, é a maior dívida da zona do euro em relação ao PIB do país. Para agravar a situação, a economia italiana está estagnada. Depois de um crescimento marginal no primeiro trimestre do ano, entre abril e junho, o crescimento foi zero. O vice-primeiro-ministro e líder do partido a Liga, Matteo Salvini, quer dar um novo impulso à economia. Promete que, se houver eleições e o seu partido de extrema-direita vencer, a Itália terá um choque fiscal de 50 mil milhões de euros. Uma promessa difícil de enquadrar com as exigências da Comissão Europeia que espera que o défice do orçamento italiano do próximo ano não ultrapasse os 2,04% do PIB.
image beaconimage beaconimage beacon