Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Migração humanitária cai nos países da OCDE

Em 2018, as migrações humanitárias caíram nos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico. Os dados constam de um relatório da OCDE sobre as migrações internacionais, que dá conta de um decréscimo no número de pedidos de asilo no ano passado. O International Migration Outlook 2019, alerta, no entanto, para um aumento dos fluxos migratórios por motivos profissionais ou familiares. No ano passado, a Europa registou um decréscimo no número de pedidos de asilo. Do grupo de países da organização, os EUA mantêm-se, pelo segundo ano consecutivo, como o principal destino de asilo. Na Europa, é a Alemanha que ocupa essa posição, com mais de cem mil requerentes, seguida depois pela Turquia. Já a migração laboral aumentou mais 6% no ano passado. Ainda no que diz respeito ao velho continente, o crescimento populacional foi pequeno nas últimas décadas principalmente por causa da imigração. Ao longo do s últimos dez anos, os imigrantes representaram 70% do aumento da força de trabalho na Europa.
image beaconimage beaconimage beacon