Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

As peculiares tradições dos bebés da realeza britânica

Logótipo de StarsInsider Autor: Stars Insider de StarsInsider | Diapositivo 1 de 40: Não parece haver nada que tenha tanta atenção no mundo como um bebé da realeza. Parece existir um fascínio global com a família real britânica, até porque sempre que um bebé real nasce, este torna-se imediatamente numa grande notícia. Contudo, muitas pessoas desconhecem algumas das tradições e regras que estão por trás do nascimento de um bebé da realeza.Uma destas regras refere que as crianças devem ser batizadas pelo chefe da Igreja Anglicana (que é formalmente chefiada pela Rainha) algumas semanas depois do nascimento, que também é o momento em que as crianças fazem a primeira aparição pública. O mundo está desejoso de ver Lilibet, a filha de Harry e de Meghan Markle que nasceu nos Estados Unidos em Junho de 2021, mas parece que o casal prepara-se para voltar a quebrar a tradição.De acordo com o Telegraph, Lilibet não irá até ao Reino Unido para ser batizada, ao contrário do que aconteceu com o irmão e os primos. Ainda segundo a mesma fonte "não haverá qualquer batizado no Reino Unido. Não vai acontecer". Ainda que os Duques de Sussex tenham batizado Archie no Castelo de Windsor, estes alegadamente deverão batizar Lilibet na Igreja Episcopal dos Estados Unidos, na Califórnia.Um batismo externo significa duas coisas: Lilibet não seria automaticamente considerada um "membro" da Igreja Anglicana, liderada pela bisavó, e não será desta que conhecerá a Rainha. Há quem esteja preocupado que o tempo de vida de Isabel II esteja a terminar, uma vez que esta já tem 95 anos. Os planos ainda não foram confirmados por Harry ou Meghan, mas este romper com a tradição não tem nada de surpreendente. Desde atirar balas de canhão a ser abençoado por um grupo de padrinhos, são várias as estranhas tradições que rodeiam um novo bebé real. Clique na galeria e saiba exatamente o que acontece quando nasce um novo bebé da realeza.

As peculiares tradições dos bebés da realeza britânica

Não parece haver nada que tenha tanta atenção no mundo como um bebé da realeza. Parece existir um fascínio global com a família real britânica, até porque sempre que um bebé real nasce, este torna-se imediatamente numa grande notícia. Contudo, muitas pessoas desconhecem algumas das tradições e regras que estão por trás do nascimento de um bebé da realeza.

Uma destas regras refere que as crianças devem ser batizadas pelo chefe da Igreja Anglicana (que é formalmente chefiada pela Rainha) algumas semanas depois do nascimento, que também é o momento em que as crianças fazem a primeira aparição pública. O mundo está desejoso de ver Lilibet, a filha de Harry e de Meghan Markle que nasceu nos Estados Unidos em Junho de 2021, mas parece que o casal prepara-se para voltar a quebrar a tradição.

De acordo com o Telegraph, Lilibet não irá até ao Reino Unido para ser batizada, ao contrário do que aconteceu com o irmão e os primos. Ainda segundo a mesma fonte "não haverá qualquer batizado no Reino Unido. Não vai acontecer". Ainda que os Duques de Sussex tenham batizado Archie no Castelo de Windsor, estes alegadamente deverão batizar Lilibet na Igreja Episcopal dos Estados Unidos, na Califórnia.

Um batismo externo significa duas coisas: Lilibet não seria automaticamente considerada um "membro" da Igreja Anglicana, liderada pela bisavó, e não será desta que conhecerá a Rainha. Há quem esteja preocupado que o tempo de vida de Isabel II esteja a terminar, uma vez que esta já tem 95 anos. Os planos ainda não foram confirmados por Harry ou Meghan, mas este romper com a tradição não tem nada de surpreendente. 

Desde atirar balas de canhão a ser abençoado por um grupo de padrinhos, são várias as estranhas tradições que rodeiam um novo bebé real. Clique na galeria e saiba exatamente o que acontece quando nasce um novo bebé da realeza.

© Getty Images

Mais do StarInsiders

image beaconimage beaconimage beacon