Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

O Pátio das Antigas: O grande hotel dos espiões

Time Out Portugal 21/11/2020 Eurico de Barros
© Fornecido por Time Out Portugal

O luxuoso Hotel Avenida Palace, inaugurado em 1892, foi um dos favoritos dos espiões alemães durante a II Guerra Mundial.

São poucos os hotéis históricos de Lisboa que sobreviveram ao teste do tempo, e o Avenida Palace, aos Restauradores, é um deles. Foi projectado por José Luís Monteiro, o arquitecto da Estação do Rossio, e inaugurado a 10 de Outubro de 1892 como Grande Hotel Internacional, nome que manteria apenas durante um ano, já que em 1893 passou a ser Avenida Palace. Foi considerado então um dos melhores da Europa, chegando a ter uma orquestra residente que tocava durante o jantar. Até 1912, a entrada fazia-se pela Praça dos Restauradores, como se pode ver pela fotografia, tirada nos primeiros anos do século passado.

Ao longo do século XX, o Avenida Palace sofreu várias remodelações e ampliações e foi frequentado pelas mais destacadas individualidades da política, das finanças, das artes e da Igreja. Durante a II Guerra Mundial, quando Lisboa fervilhava de espiões aliados e do Eixo, os ingleses consideravam-no um dos hotéis favoritos para os espiões alemães se alojarem. Nessa altura, no 4o andar do edifício, terá existido um corredor secreto que ligava directamente a Estação do Rossio ao hotel, para que as figuras importantes e os espiões que chegavam a Portugal de comboio pudessem entrar incógnitos. Entre os estabelecimentos comerciais famosos que funcionaram ao nível da rua incluiu-se a Kermesse de Paris, a mais chique e cara loja de brinquedos de Lisboa.

O Pátio das Antigas: Os Olivais em Construção

Os segredos da calçada em Lisboa

Leia, grátis, as últimas edições da Time Out

AdChoices
AdChoices

Mais de Time Out

image beaconimage beaconimage beacon