Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Estilo, Moda, Família, Relações e Vida

Diga olá à primavera com mais energia e saúde

Logótipo de Notícias ao Minuto Notícias ao Minuto 20/03/2017 Daniela Costa Teixeira
Com o tempo ainda um pouco cinzento e frio, podemos começar a dar as boas-vindas à primavera com pequenos gestos que prometem melhorar a nossa saúde e bem-estar durante esta estação. Veja tudo o que deve fazer.: Diga olá à primavera com mais energia e saúde © iStock Diga olá à primavera com mais energia e saúde

Primavera é sinónimo de dias mais longos, mais sol, mais brisas amenas, mais pólen, mais frutas, mais bebidas refrescantes, mais flores, mais caminhadas ao ar livre, mais pó em casa… e mais alergias, claro.

Embora seja uma das estações do ano mais apreciadas (principalmente por ditar o fim do frio e da chuva de inverno), a primavera é uma das épocas que mais cuidados requer a nível de saúde e bem-estar, não só pela mudança de temperatura, como também pela tendência para andar mais ao ar livre e à mercê não só dos agentes ambientais que causam alergias como dos raios solares.

Prevenir as alergias e aprender a atenuar os seus sintomas é o primeiro passo a dar assim que a primavera chega – embora, este ano, venha ainda acompanhada de dias cinzentos e, quem sabe, um ou outro chuvisco.

E nada como começar com uma limpeza de primavera, seja na casa ou até mesmo no carro, na garagem, na arrecadação e no sótão. Tendo em conta que os dias voltaram a arrefecer, esta semana é o momento ideal para o fazer, uma vez que grande parte dos agentes ambientais que provocam alergias tendem acomodar-se no inverno e a propagar-se com mais intensidade no calor. Manter as janelas fechadas nos primeiros dias de calor primaveril é também importante, devendo a brisa entrar logo no início da manhã ou apenas ao final da noite.

Informar-se sobre os níveis de pólen diariamente é também importante e, para isso, o melhor é mesmo recorrer ao site da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunidade Clínica, que todos os dias disponibiliza o boletim polínico.

Uma vez que os dias ficam mais longos – o horário de verão chega já na madrugada de 26 para 27 de março (sim, vai dormir menos uma hora) – é também importante adaptar o relógio interno a esta nova fase. Como lhe contámos aqui, a mudança de hora traz mais riscos do que benefícios quando não é ajustada devidamente. Não, não falamos em acertar todos os relógios que tem em casa, mas sim em enquadrar o ritmo diário e a rotina de sono na luz solar do horário de verão.

A luz natural tem um impacto tremendo no funcionamento correto do relógio biológico, contudo, este é facilmente desregulado com as luzes artificiais de televisores, computadores e dispositivos móveis, daí que o uso destes equipamentos à noite interfira diretamente com a qualidade de sono. Arranjar uma rotina de sono e respeitá-la dia após dia é fundamental.

A alimentação, como não poderia deixar de ser, tem um papel determinante na saúde e bem-estar ao longo de todo o ano e a primavera não é exceção. Como esta estação dá o pontapé de saída para as temperaturas mais quentes, um dos primeiros aspetos a ter em conta é a hidratação, que deve fazer parte da rotina diária.

Beber água com regularidade – seja no seu estado natural ou aromatizada com frutas e vegetais – e apostar em alimentos ricos em água é a forma mais eficaz de dar ao organismo aquilo que precisa. Contudo, para que este funcione corretamente, é ainda preciso apostar nas frutas e vegetais da época, que contêm os micronutrientes essenciais para esta altura do ano e que não só fornecem saúde, como dão energia. Aqui, tem nove truques para ter mais energia e ainda para melhorar o estado de espírito.

Como explica a nutricionista Mafalda Almeida no seu livro ‘Superalimentos – Receitas com mais sabor’, a primavera é a época ideal para comer abóbora, acelga, agrião, aipo, alcachofra, alface, beringela, beterraba, brócolos, cenoura, chicória, couve-de-bruxelas, couve-lombarda, couve-portuguesa, ervilhas, espargos, espinafres, favas, funcho, pepino, rabanete, rúcula, alperce, ananás, cereja, laranja, limão, maçã, melancia, mirtilo, morango, nêspera e tangerina.

A atividade física é igualmente indispensável, devendo fazer parte da rotina diária. As pessoas com alergias ou asma devem moderar os treinos ao ar livre ou adaptá-los aos momentos do dia em que os níveis de pólen são mais baixos. Aproveitar os dias de mais calor para dar uns mergulhos é também importante, uma vez que nadar é uma das atividades que mais beneficia a saúde em geral.

Pronto para abraçar a primavera com saúde e energia?

AdChoices
AdChoices

Mais do Notícias ao Minuto

image beaconimage beaconimage beacon