Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Nevou em Lisboa a 10 de abril? “Muito improvável”, esclarece o IPMA

Logótipo de Expresso Expresso 13/04/2018 Mafalda Ganhão

Os relatos dando conta da ocorrência de neve em alguns locais na região de Lisboa, numa tarde em que a temperatura do ar registou valores da ordem de 10 a 12 °C, torna mais provável a hipótese de queda de granizo, diz o Instituto Português do Mar e da Atmosfera

A propósito dos relatos sugerindo que houve queda de neve no final da tarde do dia 10 de abril, em diferentes locais na região de Lisboa, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) vem esclarecer tal ocorrência “configuraria um fenómeno muito improvável”.

Numa nota publicada esta sexta-feira no seu site oficial, o IPMA adianta que nas estações meteorológicas automáticas da capital (Gago Coutinho, Geofísico/Jardim Botânico, Amoreiras e Oriente) a temperatura do ar durante a tarde em questão “apresentou valores da ordem de 10 a 12 °C, tendo pontualmente e temporariamente descido para valores mínimos da ordem de 8 °C, associados a situações de precipitação intensa”.

Nevou em Lisboa a 10 de abril? “Muito improvável”, esclarece o IPMA © Tiago Miranda Nevou em Lisboa a 10 de abril? “Muito improvável”, esclarece o IPMA

Recorda o instituto um estudo de 2011, segundo o qual “99.3% dos casos de neve” registados entre 1941 e 2009 em Portugal continental aconteceram “com valores de temperatura do ar entre -7 °C e +5 °C, sendo que metade dos episódios tiveram lugar entre -1 °C e +1 °C”. Acrescenta ainda a mesma nota que um estudo no Reino Unido “sugere uma probabilidade de 10% para valores de temperatura do ar de 4 °C”.

Assim, “a ocorrência de neve em Lisboa na situação descrita configuraria um fenómeno muito improvável, tendo adicionalmente de se assumir a existência de temperaturas mais baixas do que as foram registadas nas estações do IPMA”.

“O mais provável é que o fenómeno ocorrido possa corresponder a um processo de precipitação com fusão de cristais de gelo”, conclui o instituto meteorológico.


Veja também: Raquel Strada: "Sinto muita falta do meu marido, cada vez mais"

A SEGUIR
A SEGUIR

AdChoices
AdChoices

Mais de Expresso

image beaconimage beaconimage beacon