Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Invasão de ursos polares leva arquipélago russo a declarar estado de emergência

Logótipo de Expresso Expresso 11/02/2019 Expresso

Invasão em massa de ursos polares esfomeados ameaça população. A culpa é das alterações climáticas

Expresso © Lev Fedoseyev/GETTY Expresso

As autoridades russas declararam o estado de emergência numa região do arquipélago de Novaya Zemlya, face à invasão de dezenas de ursos polares. Cerca de 50 destes animais já foram avistados na cidade de Arkhangelsk, com as autoridades a pedirem precaução aos residentes locais.

Vários vídeos e imagens divulgadas nas redes sociais mostram os ursos polares a andarem em grupo à procura de alimentos sobretudo junto do lixo. Nem os cães, nem o movimento de veículos está a afastar estes animais, segundo a agência de notícias Tass.

O chefe da administração local, Zigansha Musin, disse que nunca testemunhou em quase 40 anos uma invasão destas na região. “Estou em Novaya Zemlya desde 1982. Nunca houve aqui uma invasão em massa de ursos polares”, declarou Zigansha Musin.

O receio de ataques destes animais está a obrigar os habitantes a mudarem as suas rotinas. “As pessoas estão assustadas, têm medo de sair de casa, as suas rotinas estão a ser alteradas e os pais não têm vontade de deixar ir as suas crianças à escola ou ao jardim de infância”, declarou Aleksander Minaev, vice-diretor da região.

Os ecologistas marinhos alertam que o aquecimento global está a conduzir à extinção desta espécie. Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza, existem atualmente apenas entre 22 mil a 31 mil ursos polares no mundo.


Veja também: As várias festas nas prisões

A SEGUIR
A SEGUIR

Descarregue aqui a app Microsoft Notícias e esteja sempre a par do que se passa no país e no mundo a partir das fontes mais credíveis

AdChoices
AdChoices

Mais de Expresso

image beaconimage beaconimage beacon