Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

LTV L450F e XQM-93, dois projectos de aeronaves cancelados

Logótipo de Jornal dos Clássicos Jornal dos Clássicos há 3 dias Tiago Nova
© Fornecido por Jornal dos Clássicos

A LTV, que significa Ling-Temco-Vought, foi um conglomerado de empresas americanas, que foi fundado em 1947 e manteve-se em actividade até 2000, estando em várias áreas de negócio, como aeronáuticas, de produção de aço, produção de carne, aluguer de automóveis e farmacêutica, entre outros. Foi fundada por James Ling, inicialmente como Ling Electric Company. Em 1956 adquiriu a L.M. Electronics e em 1959 adquiriu a empresa de produção de sistemas de som stereo Altec Electronics. Em 1960 fundiu-se com a Temco Aircraft e em 1961 adquiriu a Chance Vought Aerospace, formando assim a LTV.

No final dos anos 60, iniciaram o desenvolvimento do L450F, um protótipo de uma aeronave de reconhecimento silenciosa e de comunicação, para ser utilizada pelos EUA na Guerra do Vietnam. Desenvolvida sob o Programa da Operação Igloo White, teve por base o avião Schweizer SGS 2-32, modificado segundo as especificações da LTV. Estas modificações incluíam uma estrutura das asas reforçada, fuselagem das asas mais grossa, um motor diferente e um trem de aterragem baseado no avião agrícola Grumman Ag-Cat.

Esta aeronave leva somente um ocupante e está equipado com um motor turboélice Pratt & Whitney PT6A-29, desenvolvendo 778 cv, que fazem mover as três hélices Hartzell. Tem uma velocidade de cruzeiro de 169 km/h e pode percorrer 9.650 km.

O protótipo do L450F voou pela primeira vez em Fevereiro de 1970, mas foi destruído no seu terceiro voo, a 23 de Março do mesmo ano. Um segundo protótipo foi construído e cumpriu com o programa de testes. A 27 de Março de 1972 o único L450F sobrevivente, com a matrícula N2450F, pilotado por Donald R. Wilson, atingiu uma altitude de 15.456 metros, em voo horizontal, batendo o recorde na Class C-1c Group II, mantendo-se até 27 de Março de 2012.

Um terceiro protótipo foi construído, mas agora sob o Projecto Compass Dwell, designado XQM-93A, que era uma aeronave não tripulada e controlada remotamente, conhecido como drone ou UAV, para comunicações. Ao todo quatro protótipos do XQM-93 foram construídos para a Força Aérea americana, mas o projecto acabou por ser cancelado em 1972, sem que tenha sido construída a versão de produção.

Este não tinha cockpit, nem qualquer forma de ser pilotado, a não ser remotamente e poderia carregar 320 kg de peso. Estes drones estavam equipados com um motor Pratt & Whitney Canada PT6-A 34 de 475 cv. Poderia atingir os 170 km/h em velocidade de cruzeiro e voar durante 8.300 km ou 24 horas, uma das exigências do projecto.

Dos seis L450F e XQM-93 construídos, sabe-se da sobrevivência de dois exemplares. O XQM-93 N2450F cn 002 está em exposição no Vintage Flying Museum e o L450F 72-1287 está em exposição no Frontiers of Flight Museum.

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

AdChoices
AdChoices

Mais do Jornal dos Classicos

Jornal dos Clássicos
Jornal dos Clássicos
image beaconimage beaconimage beacon