Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sete automóveis diferentes que ficam bem em qualquer colecção de clássicos

Logótipo de Jornal dos Clássicos Jornal dos Clássicos 17/10/2020 Tiago Nova

O mês de Outubro é um mês de muita azáfama no que aos leilões diz respeito, pois vários foram adiados devido à pandemia e agora serão realizados com maior frequência. Ao todo vão ocorrer onze leilões, todos eles com peças únicas e raras. Um dos melhores e com maior diversidade, com automóveis raros e diferentes, é o leilão da Colecção Elkhart, levado a cabo pela RM Sotheby’s, que foi adiado do mês de Maio, para os próximos dias 23 e 24 de Outubro e, ao contrário dos leilão até agora, este será com a presença de pessoas, ao invés de ser online. Seguidamente, damos a conhecer os sete automóveis mais diferentes que serão levados a leilão.

-Bedford CA Dormobil Caravan by Martin-Walter de 1961

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

A Colecção Elkhart tem nos seus lotes dos mais estranhos automóveis, como é o caso desta Bedford CA Dormobil. A Bedford era uma conhecida empresa britânica que construía veículos comerciais, pertencendo à General Motors. A Bedford CA foi lançada em 1952, utilizando o motor de quatro cilindros do Vauxhall Victor com 1,5L de cilindrada e 50cv, construídas com base num chassis Vauxhall. Muito populares no Reino Unido, as CA também foram utilizadas como autocaravanas, como é o caso desta Dormobil convertida pela Martin-Walter, podendo dormir nela quatro pessoas. Foi vendida o ano passado por 33.169 euros e agora volta a estar disponível para venda, por um valor estimado entre os 50.770 e os 67.600 euros.

-Ferrari 612 Scaglietti Shooting Brake by Vandenbrink de 2005

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

Não é muito comum ver um Ferrari transformado em carrinha, no entanto, este 612 Scaglietti foi submetido a essa transformação pela empresa holandesa Vandenbrink, sendo um projecto único desenhado pela própria empresa em 2009. A transformação foi encomendada pelo anterior proprietário, em 2017, demorando cerca de 15 meses e 2.500 horas de trabalho. A carroçaria foi construída à mão em alumínio pela van Roomen Carrosserie. O interior também foi todo refeito pela Carat, sendo adicionada a porta traseira eléctrica assim como os vidros no tejadilho. Foi vendido no passado dia 11 de Outubro, como parte do evento The Zoute Sale, levado a cabo pela Bonhams, por 207.000 euros.

-Fiat 850 Spiaggetta by Michelotti de 1970

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

Os automóveis recreativos, destinados às zonas de praia, estiveram muito em voga nos anos 50, 60 e 70, com vários carroçadores a produzirem as suas versões com base em automóveis comuns, como é o caso deste Fiat 850 Spiaggetta desenhado por Giovanni Michelotti em 1970, como uma versão modernizada do Fiat 500 Jolly da Ghia. O motor de 850cc ficou inalterado, debitando 47cv. O 850 Spiaggetta é mais raro que o 500 e 600 Jolly, pois só foram produzidos 80 exemplares. Há quatro anos atrás foi vendido no Mónaco por 61.600 euros e agora volta a estar disponível, fazendo parte da Colecção Elkhart, com um valor estimado entre os 50.700 e os 67.700 euros.

-Goggomobil TL250 Transporter de 1958

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

A Goggomobil era a marca de microcarros produzidos pela alemã Glas, durante os anos 50 e 60. De entre os modelos menos conhecidos deste fabricante encontra-se a carrinha TL, com menos de 3.700 unidades construídas e poucas terão sobrevivido. Esta TL250 está equipada com o motor de dois cilindros, 248cc e dois tempos, que debita 14cv. Fez parte da colecção do Bruce Weiner Microcar Museum e foi totalmente restaurada, mantendo a publicidade da Double Bubble. Vai agora a leilão como parte da Colecção Elkhart com uma estimativa de 42.300 a 59.200 euros.

-Lloyd LS 600 Kombi de 1960

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

A Lloyd era uma fabricante alemã de pequenos e baratos automóveis. O modelo 600 estava disponível em várias carroçarias como a berlina de duas portas, descapotável, carrinha familiar, pickup ou na mais rara versão Kombi, como a que está representada aqui. Está equipada com um motor de 596cc de dois cilindros e quatro tempos, dando potência às rodas frontais. Esta LS 600 Kombi em específico pertenceu à Pan American World Airlines e com ela seguem vários materiais utilizados na época pela empresa. Como parte da Colecção Elkhart, tem um preço estimado entre os 29.600 e os 38.000 euros.

-Porsche 911 Carrera Targa da polícia belga de 1976

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

O Porsche 911 é um automóvel mítico, mas o que será melhor do que ter um que pertenceu à polícia belga? Apesar de não ser muito comum, a Porsche indica que vendeu mais de 1.000 automóveis para forças de segurança, com maior incidência nas polícias belga e holandesa. Este 911 Carrera Targa pertenceu ao primeiro lote de 20 veículos encomendado nos anos 70 e hoje poucos sobreviveram. Após 30 anos guardado no Reino Unido foi totalmente limpo e o motor recebeu um restauro profundo. O motor esse, é o 2,7L de cilindrada com injeção mecânica, de 210cv do 911 Carrera RS que, segundo consta, foi o único 911 da polícia equipado com este motor. A carroçaria é a mais estreita e mantém o pirilampo azul, sirenes e o telefone original. A polícia belga encomendou modelos Targa, não para os agentes andarem de cabelos ao vento, mas para melhor conduzir o trânsito. Este Porsche 911 foi levado a leilão no passado dia 11 de Outubro pela Bonhams, no evento The Zoute Sale, vendido por 189.750€.  

-Zündapp Janus 250 de 1958

© Fornecido por Jornal dos Clássicos

A Zündapp foi uma empresa alemã conhecida mundialmente pelas suas motos, mas também foi uma das empresas que entrou no segmento dos microcarros, devido à grande procura por este tipo de veículos no pós-Guerra. Ao invés de produzir um automóvel totalmente de raíz, a Zündapp aproveitou o trabalho de desenvolvimento já efectuado por Claude Dornier, da empresa de aviação com o mesmo nome. Uma das grandes marcas do Janus é a sua única porta frontal na frente do automóvel, algo que se repete na traseira, para o acesso aos bancos de trás, que estão de “costas” para os bancos da frente. Uma grande inovação nesta categoria de automóvel, era a suspensão independente às quatro rodas. O motor é de 248cc e 14cv de potência. O seu sucesso foi medíocre e a Zündapp só o produziu de 1957 a 1958. Este exemplar foi vendido em 2013 do Bruce Weiner Microcar Collection por 43.803 euros e agora irá ser levado de novo a leilão, como parte da Colecção Elkhart, com uma estimativa de valor entre os 33.850 e os 42.300 euros.  

AdChoices
AdChoices

Mais do Jornal dos Classicos

Jornal dos Clássicos
Jornal dos Clássicos
image beaconimage beaconimage beacon