Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Holanda abre eleições europeias

A Holanda é o primeiro Estado-membro a votar para as eleições europeias. As urnas abriram esta quinta-feira de manhã e em jogo estão 26 lugares no Parlamento Europeu. O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, já exerceu o direito de voto em Haia. O líder do Partido Popular para a Liberdade e Democracia espera conter a esperada subida dos partidos eurocéticos e de extrema-direita nesta votação. Geert Wilders, do Partido da Liberdade, é um dos rostos dessa tendência e já depositou o voto na urna. No entanto, a expressão de Wilders na votação holandesa poderá ser ofuscada pelo eurocético e nacionalista Thierry Baudet. O líder do Fórum para a Liberdade ganhou protagonismo com a vitória nas últimas eleições regionais e ambiciona agora ver o partido - criado em 2015 - eleger eurodeputados pela primeira vez para o Parlamento Europeu, em Estrasburgo. Por fim, Jesse Klaver, dos Verdes holandeses, fez-se acompanhar na votação pelo filho recém-nascido ao colo. Com legítimas aspirações ao lugar de presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans foi igualmente votar esta quinta-feira. O vice-presidente da Comissão Europeia foi o escolhido do Partido Socialista Europeu, na esperança de ultrapassar o Partido Popular Europeu e de suceder a Jean-Claude Juncker. As urnas fecham às 21h00 locais, 20h00 em Lisboa, e os resultados devem ser conhecidos somente no domingo.
image beaconimage beaconimage beacon