Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Juíza sul-africana rejeita libertação sob fiança de ex-ministro das Finanças moçambicano

Logótipo de LusaLusa 15/02/2019 Lusa
ANTÓNIO SILVA /LUSA © LUSA / ANTÓNIO SILVA ANTÓNIO SILVA /LUSA

Joanesburgo, 15 fev (Lusa) – A juíza Sagra Subroyen, do tribunal sul-africano de Kempton Park, rejeitou hoje o pedido de libertação sob caução do ex-ministro das Finanças moçambicano Manuel Chang, acusado de fraude e corrupção nos Estados Unidos.

"Conceder a liberdade não seria no interesse da justiça e da sociedade. O arguido permanece detido sob custódia pendente da sua extradição", disse a juíza no decorrer da leitura da sentença, que durou duas horas.

O mesmo tribunal está a analisar também o pedido de extradição para os Estados Unidos, devendo a decisão ser anunciada na audiência marcada para 26 de fevereiro.

Os EUA acusam Manuel Chang de conspiração para fraude eletrónica, conspiração para fraude com valores mobiliários e lavagem de dinheiro, no âmbito do processo das dívidas ocultas de Moçambique.

O ex-ministro foi detido no Aeroporto Internacional O. R. Tambo, em Joanesburgo, com base num mandado de captura internacional emitido pelos Estados Unidos em 27 dezembro.

CYH/VM // VM

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon