Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

A ESA tem grandes planos que chegam até à Lua

O diretor da Agência Espacial Europeia tem grandes planos - que chegam até à Lua. Cinquenta anos depois da missão Apollo 11 e do primeiro passo do Homem na Lua, a comunidade espacial quer cada vez mais voltar ao satélite natural. Vários países e empresas privadas pretendem seguir os passos de Neil Armstrong. O diretor da ESA pretende criar uma "aldeia da lua" - uma base que una os membros da União Europeia e nações de todo o mundo, num trabalho conjunto que pode representar outro grande passo para a humanidade: "Sou contra voltar à lua, porque voltar à lua seria exatamente igual ao que já foi feito há 50 anos, na corrida pelo espaço. Eu estou sempre a dizer que vamos avançar para a lua - mas avançar para a lua traduz-se numa colaboração internacional e é isso que os americanos também estão a fazer. Então, se os norte-americanos voltarem novamente à superfície da lua, em 2024 será em cooperação com os europeus, porque o modelo que os leva até à lua é construído na Europa." Este projeto pretende por fim ao lado oculto da competição, para dar espaço à cooperação na superfície da Lua.
image beaconimage beaconimage beacon