Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

News - Tech & Science - Notícias de Ciência e Tecnologia

Maedeh foi presa no Irão por dançar no Instagram. A resposta? Fazer o mesmo

Logótipo de Expresso Expresso 10/07/2018 Expresso

Um top preto curto e de manga cava. Umas calças de ganga claras de cintura não muito subida. Umbigo à mostra e um chapéu na cabeça. Maedeh Hojabri, 18 anos,dança num vídeo que publicou na sua conta de Instagram. Movimenta a cintura, levanta os braços, sorri. Tudo isto ao som de música. Mas Maedeh Hojabri é iraniana e fazer o que fez – e fê-lo mais do que uma vez – trouxe-lhe problemas. Foi detida pela polícia do Irão, tal como uma série de outras pessoas responsáveis por contas muito populares naquela rede social.

A detenção aconteceu na semana passada e, entretanto, durante o fim de semana, Maedeh Hojabri gravou um vídeo que foi emitido pela televisão estatal iraniana em que faz uma espécie de confissão do crime. “Não tive más intenções, não queria encorajar outras a fazerem o mesmo que eu. Não trabalho para nenhuma equipa, não recebi qualquer treino. Apenas faço ginástica”, disse perante as câmaras. Com ela, refere o “Guardian”, estavam os restantes detidos.

Maedeh Hojabri é uma das mais influentes 'instagramers' do Irão pelo número de seguidores que tem: cerca de 600 mil e autora de vídeos que já foram vistos quase um milhão de vezes. “Não procurava atenção. Tinha alguns seguidores e estes vídeos foram para eles”, acrescentou.

Maedeh foi presa no Irão por dançar no Instagram. A resposta? Fazer o mesmo © Expresso Maedeh foi presa no Irão por dançar no Instagram. A resposta? Fazer o mesmo

As imagens transmitidas pela televisão estatal estão a ser interpretadas pelos grupos ativistas como uma manipulação. Acreditam que Maedeh Hojabri foi obrigada a fazer a confissão. Em resposta, nas redes sociais, alguns criticos da política do Irão publicaram vídeos a dançar como forma de apoio aos detidos.

A maior parte dos vídeos mostram a jovem a dançar no quarto sem o hijab a cobrir-lhe a cabeça. Outras vezes, canta canções dos ídolos ocidentais como Shakira e Justin Bieber.

A lei da República Islâmica exige que todas as mulheres usem o hijab em público e proíbe a dança, refere a Al-Jazeera. No entanto, recorda a agência Reuters, algumas mulheres já desafiaram essas leis. Ainda há uns meses, um homem foi detido por publicar um vídeo com crianças a dançarem numa zona pública na cidade de Mashhad. Foi acusado de “enfraquecimento da decência pública”. Também em 2014, um grupo de jovens foi detido por dançar a canção “Happy” nos telhados de Teerão.


Veja também: Tailândia. Crianças estão hospitalizadas

A SEGUIR
A SEGUIR

AdChoices
AdChoices

Mais de Expresso

image beaconimage beaconimage beacon