Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Petroleiro britânico incontactável e sob investigação

Incontactável e sob investigação no porto de Bandar Abbas, no estreito de Ormuz. O governo iraniano justifica a apreensão do petroleiro britânico "Stena Impero" com um incidente de navegação. Segundo a agência de notícias iranis FARS, a embarcação terá estado envolvida num acidente com um barco de pesca e terá ignorado os apelos de socorro. Um segundo petroleiro de uma companhia britânica, o "MV Mesdar", foi também abordado pela Guarda Revolucionária do Irão, mas pode seguir viagem. Os 23 elementos da tripulação do "Stena Impero" estarão ainda dentro da embarcação. O ministro britânico dos Negócios Estrangeiros mostra-se muito preocupado. Jeremy Hunt prefere por para já de lado qualquer "resposta militar". Diz que Londres está "empenhada numa via diplomática para resolver a situação", mas considera "crucial que a liberdade de navegação no golfo seja garantida" e diz mesmo que se tal não acontecer, "é o Irão quem mais perde". A notícia surge depois do território britânico de Gibraltar ter prolongado apreensão do petroleiro iraniano "Grace 1" por mais 30 dias. Surge também numa altura de aumento de tensão entre o Irão e os Estados Unidos, com Teerão a desmentir afirmações de Donald Trump de que a marinha teve de abater um drone iraniano que sobrevoou um navio de guerra no Golfo.
image beaconimage beaconimage beacon