Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Salvini diz mais "pró-europeu" do que os "pró-europeus"

Mais pró-europeu do que os pró-europeus. Foi desta forma que o vice-primeiro-ministro e ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, se apresentou. Declarações proferidas perante jornalistas estrangeiros em Milão na véspera de um encontro de líderes das principais formações europeias de extrema-direita, previsto para este sábado. "Os eurocéticos são quem domina a Europa neste momento. Os antieuropeus são os socialistas o Partido Popular Europeu. Converteram um sonho num pesadelo, numa prisão. Sinto-me mais pró-europeu do que os pró-europeus. Se pensarmos numa Europa antes de Maastricht, em que falavam de bem-estar e de pleno emprego", sublinhou Salvini. Marine Le Pen confirmou a presença no encontro de partidos nacionais, em que estarão representados, entre outros, o Alternativa para a Alemanha ou o Partido Popular dinamarquês. "É a primeira vez que 11 partidos vêm a Itália para assinar fisicamente um acordo para uma nova Europa e estamos alinhados em dois temas: a defesa das nossas fronteiras e o aumento do emprego", acrescentou o líder da Liga Norte. O polémico primeiro-ministro húngaro será notado pela ausência. Viktor Orbán prometeu uma "cooperação" pós-eleitoral mas recusa qualquer aliança com Marine Le Pen.
image beaconimage beaconimage beacon