Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Carro abalroa intencionalmente transeuntes após manifestação nacionalista

Logótipo de Diário de Notícias Diário de Notícias 12/08/2017 Lusa
© REUTERS/Joshua Roberts

Incidente após confrontos na cidade de Charlottesville, na Virgínia

Um carro atingiu este sábado várias pessoas que estavam no centro da cidade norte-americana de Charlottesville, após a realização de uma marcha supremacista branca que foi proibida pelas autoridades locais, segundo várias testemunhas.

Originariamente houve notícia de vários feridos mas depois o presidente da câmara da cidade, Mike Signer, revelou que uma pessoa morreu na sequência do atropelamento.

Num vídeo amador divulgado nas redes sociais, relatado pela AFP, é visível um carro de cor escura que bate de forma violenta na parte traseira de um outro veículo e que faz depois uma manobra em sentido inverso, contra as pessoas.


Outras imagens mostram feridos deitados no chão.

Um repórter da agência noticiosa americana Associated Press relatou que viu pelo menos uma pessoa deitada no chão a receber assistência médica imediatamente após o incidente, que ocorreu cerca de duas horas após os confrontos violentos que envolveram hoje apoiantes de um protesto nacionalista, organizado no centro daquela cidade do Estado da Virginia, e pessoas que contestavam essa mesma manifestação.


A mesma agência indicou que as autoridades estão no local do incidente.

Uma jornalista da AFP, que também está em Charlottesville, adiantou que viu vários feridos deitados no chão, várias pessoas a gritar, ambulâncias e veículos de bombeiros no local do incidente.

"Estávamos a andar na rua quando um carro, um veículo preto ou cinzento, veio na nossa direção e bateu contra todos. Depois recuou e voltou a atingir-nos", relatou à AFP uma testemunha.

"Penso que existe uma dezena de feridos. Uma rapariga no chão foi mutilada. Foi propositado, recuaram propositadamente", acrescentou a mesma testemunha. Centenas de pessoas envolveram-se hoje em confrontos violentos na sequência de um protesto nacionalista organizado no centro de Charlottesville.

O governador da Virginia declarou o estado de emergência em resposta a este protesto e, através da sua conta na rede social Twitter, disse que tomou esta decisão para "ajudar o Estado a responder à violência" na marcha de Charlottesville, a cerca de 160 quilómetros de Washington.

Já na sexta-feira à noite tinha havido confrontos quando centenas de brancos nacionalistas marcharam no 'campus' da Universidade da Virginia com tochas.

O melhor do MSN em qualquer dispositivo


AdChoices
AdChoices

Mais do Diário de Notícias

image beaconimage beaconimage beacon