Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ecologistas em ascensão na Suíça

A Suíça foi a votos, no domingo, e mostrou que o meio ambiente está no centro das preocupações dos cidadãos. Os partidos "Os Verdes" e os "Verdes Liberais" conseguiram, em conjunto, 44 dos 200 lugares do Conselho Nacional. Com estes resultados esperam aceder, pela primeira vez, ao Governo. "É realmente incrível... É realmente emocionante ver como as pessoas esperam que sejam os Verdes a fazer a diferença agora. Penso, realmente, que as pessoas perceberam que a nossa economia funcionou contra a natureza durante décadas e que não podemos continuar assim", assegura a presidente do partido "Os Verdes", Regula Rytz. De acordo com os resultados oficiais, "Os Verdes", de esquerda, tornaram-se na quarta força política do Conselho Nacional, à frente do Partido Democrata-cristão, de centro, e a um lugar do Partido Liberal-radical, de direita. As alterações climáticas dominaram a campanha eleitoral, com várias cidades e cantões a proclamarem o "estado de emergência climática". A União Democrática de Centro foi o único partido que denunciou aquilo que chamou de "histeria climática", centrando a sua campanha contra a imigração. Os populistas de direita continuam a ser a primeira força política na Câmara Baixa suíça, no entanto saíram enfraquecidos do escrutínio de domingo. Com 25,6% dos votos, conquistaram 54 assentos do Conselho Nacional, menos 12 do que os conquistados nas eleições de 2015.
image beaconimage beaconimage beacon