Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Covid-19: Marcelo admite recolher obrigatório se situação continuar a piorar

Logótipo de TVI24 TVI24 16/10/2020 Lara Ferin
Covid-19: Marcelo admite recolher obrigatório se situação continuar a piorar © TVI24 Covid-19: Marcelo admite recolher obrigatório se situação continuar a piorar

O Presidente da República admite, se a situação epidemiológica piorar e o número de mortos continuar a aumentar, voltar ao recolher obrigatório.

Para evitar medidas muito mais pesadas, o melhor é que as pessoas compreendam que as medidas imediatas e mais pequenas devem ser cumpridas. nenhum poder político pode, perante um agravamento brutal da situação, ficar parado", disse Marcelo durante uma visita a Aljezur.

 

É evidente que nenhum poder político pode, perante um agravamento brutal da situação, fixar parado. Se fica parado, legitimamente, a maioria dos portugueses diz 'mas o que é que eles estão a fazer?' Por muito importante que seja a atividade económica, 'como é que não reagem de forma mais eficaz a uma situação gravíssima?'", adiantou o chefe de Estado.

Portugal atingiu, pelo terceiro dia consecutivo, um recorde de casos positivos de covid-19, com mais 2.608 infetados e ainda 21 mortos, de acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado nesta sexta-feira.

A região Norte continua a concentrar mais de metade dos novos casos, com 51,8% do total diário (1.350) e ainda dez óbitos registados. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo com 27,8% (mais 725 contágios) e nove mortes. A terceira situação mais grave situa-se na zona Centro, com 12,4% dos infetados do dia e dois mortos.

As 21 vítimas mortais têm entre 64 e 97 anos, 15 são do sexo masculino e seis do feminino, e a maioria, 20, morreram no hospital onde estavam internados (um doente morreu no lar onde residia).

Sobre a possibilidade do uso obrigatório de máscara na rua, Marcelo não se opõe.

Eu acho que a máscara na rua não é autoritária, é democrática. Há em vários estados democráticos, há muito tempo, até da Europa de sul e penso que, mil vezes isso a ter que pedir o sacrifício de fechar à noite a atividade comercial toda e a vida das pessoas, a fazer confinamentos locais ou ir até para formas mais radicais", dclarou o Presidente da República.


Veja mais no MSN Portugal

Marcelo fala com Costa sobre possibilidade de decretar estado de emergência (TVI24)


AdChoices
AdChoices

Mais de TVI24

image beaconimage beaconimage beacon