Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jihadistas do Estado Islâmico regressam ao Kosovo

Foi durante a madrugada que chegaram, ao aeroporto de Pristina, 110 cidadãos kosovares vindos da Síria. Eram, na sua grande maioria, mulheres e crianças de combatentes do grupo Estado Islâmico. No mesmo avião, vieram quatro homens suspeitos de participar na jihad e que vão agora enfrentar a Justiça. "Não vamos ficar por aqui. Vamos trazer para casa todos os cidadãos da República do Kosovo. Todos aqueles que tiverem cometido crimes ou feito parte de organizações terroristas serão levados perante a Justiça. Não podemos deixar que se tornem numa ameaça para o Ocidente e para os nossos aliados", declarou o ministro da Justiça kosovar, Abelard Tahiri. A Embaixada dos Estados Unidos no Kosovo louvou o país pela iniciativa de repatriamento e reintegração, apelando a que outros "sigam o mesmo exemplo". A primeira passagem dos recém-chegados é um centro onde recebem cuidados médicos. Foi deste pequeno país de maioria muçulmana, com menos de dois milhões de habitantes, que saiu a maior parte dos combatentes europeus rumo ao Iraque e à Síria, cerca de três centenas. Calcula-se que cerca de trinta jihadistas kosovares e as respetivas famílias ainda estejam na Síria.
image beaconimage beaconimage beacon