Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ex-presidente do Peru condenado a três anos de prisão

A Justiça peruana condenou o antigo Presidente do Peru Pablo Kuczynski a 36 meses de prisão preventiva, no âmbito de uma investigação por lavagem de dinheiro ligada à construtora brasileira Odebrecht. Um tribunal especializado em ofensas de corrupção ordenou "36 meses de prisão preventiva para o ex-Presidente (...) investigado por lavagem de dinheiro com agravante de pertencer a uma organização criminosa", segundo a imprensa local. Kuczynski, de 80 anos, encontra-se atualmente internado numa clínica de Lima depois de ter sido submetido a uma cirurgia cardíaca. Os advogados do Kuczynski já anunciaram a intenção de recorrer. Pablo Kuczynski, a quem os peruanos chamam de "PPK", tornou-se o primeiro Presidente em exercício no Peru a renunciar em março de 2018, na sequência de casos de suborno da Odebrecht no país. Outro ex-Presidente peruno implicado no caso Odebrecht, Alan Garcia, morreu esta semana na sequência de um disparo sobre si mesmo quando ia ser detido. Presidente entre 1985 e 1990 e entre 2006 e 2011, Garcia, 69 anos, morreu enquanto era operado no hospital Casimiro Ulloa, para onde foi transportado pelos agentes da polícia que se tinham deslocado a sua casa para o prender.
image beaconimage beaconimage beacon