Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Independentistas catalães juram obedeciência à Constituição espanhola

A colocação dos quatro deputados catalães presos preventivamente e dos 24 deputados do partido nacionalista VOX atrás dos membros do governo marcou esta terça-feira a primeira sessão da XIII legislatura do Congresso espanhol. Normalmente, aquela bancada é reservada aos socialistas, mas esta colocação surpreendente foi possível porque nas primeiras sessões do Congresso não existem assentos designados, o que só acontece após a constituição da Mesa da Câmara baixa. Os independentistas, aos quais se junta o eleito senador Raul Romeva, foram libertados temporariamente da prisão para poderem apresentar-se no Parlamento e jurar obediência à Constituição espanhola, a mesma da qual querem retirar a Catalunha. O juramento é condição obrigatória para poderem assumir as funções de deputados e senador para as quais foram eleitos. Este novo Parlamento espanhol integra o maior número de deputadas da sua história. Serão 166 as mulheres com assento e voz numa assembleia onde mais de 60 por cento dos eleitos se estreiam. A idade média do parlamento, tal como na anterior legislatura, mantém-se nos 47 anos.
image beaconimage beaconimage beacon