Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Nova vaga de confrontos na Líbia

A Líbia vive uma nova escalada de violência. Desta feita, foram as forças ligadas ao Governo de Unidade Nacional a lançar uma ofensiva contra os combatentes do Exército Nacional Líbio, dirigido por Khalifa Haftar. Depois de alguns dias de abrandamento no braço de ferro pelo domínio de Tripoli, pontos militares controlados por Haftar foram atingidos em raides aéreos. Os confrontos concentram-se agora em três subúrbios a sul da capital líbia. Ao cabo de duas semanas de conflito, contam-se mais de duas centenas de mortos e mil feridos, dizem as organizações internacionais no terreno. A ONU tem feito apelos contínuos às tréguas, salientando um quadro humanitário cada vez mais debilitado. A violência intensificou-se depois de a Casa Branca declarar que Donald Trump tem estado em conversações com o comandante Khalifa Haftar, o homem por detrás das ofensivas desencadeadas no início de abril.
image beaconimage beaconimage beacon