Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Presidente da Liga dos Bombeiros garante que socorro às populações não está em causa

Logótipo de LusaLusa 09/12/2018 Raquel Rio
RODRIGO ANTUNES/LUSA © LUSA / RODRIGO ANTUNES RODRIGO ANTUNES/LUSA

Lisboa, 09 dez (Lusa) - O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LPB), Jaime Marta Soares, garantiu hoje que a ausência de reporte à Proteção Civil não compromete o socorro à população e devolveu a acusação de irresponsabilidade ao ministro da tutela, Eduardo Cabrita.

"Quem é irresponsável é o senhor ministro porque está a levantar o pânico e sabe que isso não é verdade, sabe que o socorro não está minimamente em causa”, declarou à Lusa Marta Soares, depois de o ministro da Administração Interna acusar a Liga de “irresponsabilidade” devido à decisão da organização de os bombeiros deixarem de comunicar ocorrências à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), em protesto contra os diplomas sobre as estruturas de comando aprovados pelo Governo.

Eduardo Cabrita convocou uma conferência de imprensa para criticar a atuação dos bombeiros e disse que a decisão compromete a coordenação de meios e pode pôr em causa a segurança das pessoas, o que o presidente da Liga rejeita.

“Se veio dizer isso para a opinião publica está a mentir. (…) essa questão não põe minimamente em causa, em circunstância, alguma o socorro às populações como sempre fizemos. A diferença é não dar a conhecer aos CDOS (Comandos Distritais de Operações de Socorro) as nossas prestações de socorro para demonstrar que somos capazes de desenvolver o socorro sem a proteção civil, atendendo a que o ministro não respeita o seu principal parceiro que são os bombeiros”, argumentou Marta Soares.

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon