Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Turquia: Tensão política acalma com eleição em Istambul

Istambul acordou esta segunda-feira mais apaziguada e confiante após a repetição do ato eleitoral de escolha do presidente da câmara da cidade. Depois de meses de tensão, até a lira turca recuperou fôlego esta manhã e os analistas acreditam que passada a incerteza política, o governo vai poder dedicar-se às reformas que o país precisa. Nas ruas, há também sinais de alívio: "Estávamos à espera deste resultado há anos. Falo por mim. Espero que seja positivo para os próximos anos, para a próxima geração, para os nossos filhos e também para nós, claro", diz uma mulher. Outra, comenta: "Indignação, era o sentimento principal, porque as pessoas achavam injusto o que se passou não só para o próprio Imamoglu, mas também para a população que foi votar e ganhou". Mas há quem pense que a passagem de Istambul para as mãos da oposição não muda nada politicamente na Turquia. Um eleitor do AKP afirma: "Foi claramente uma reação, mas que será atribuída mais, diria, às dificuldades económicas que estamos a atravessar. Por enquanto, não há um único sinal, nem sequer do lado da oposição, não há uma única sondagem que mostre que a popularidade de Erdogan está a cair". A de Erdogan talvez não, mas o candidato do AKP perdeu por uma margem muito maior na segunda votação, depois de o partido ter contestado o resultado da primeira e obrigado a nova eleição. Ekrem Imamoglu vê o seu cargo de presidente da câmara de Istambul legitimado duas vezes nas urnas, e promete trabalhar com o governo de Erdogan pelo bem da cidade.
image beaconimage beaconimage beacon