Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Xi Jinping em França e no Mónaco

Pela primeira vez na históira, o Mónaco recebe uma visita oficial de um chefe de Estado de um país membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, tirando a França. Xi Jinping esteve no principado para retribuir a visita feita por Alberto II à China e cimentar laços económicos que fazem do Mónaco o primeiro território fora da China onde vai ser testada a tecnologia 5G da Huawei . O presidente chinês continua o périplo pela Europa, depois de ter já passado por Itália e antes do encontro, a poucos quilómetros daqui, entre os casais presidenciais chinês e francês, num jantar num palácio de Beaulieu-sur-Mer, junto a Nice. Antes do encontro, Xi Jinping assinou um artigo no jornal francês Le Figaro , onde enaltece os projetos conjuntos dos dois países. Apesar desta aproximação, Emmanuel Macron deixou claro, na cimeira de Bruxelas, sexta-feira, que vai defender a Europa da influência chinesa: "Desde o início do meu mandato, pedi uma tomada de consciência e uma defesa da soberania europeia. Diria que, em temas como a China, estamos onde queríamos chegar". Há um ponto que continua a ser incómodo para as relações entre a China e o ocidente - trata-se dos direitos humanos. Algo que alguns militantes da Amnistia Internacional quiseram relembrar em Palermo, na Sicília. Para segunda-feira está marcada uma manifestação no Trocadéro , frente à Torre Eiffel, em Paris.
image beaconimage beaconimage beacon